Por pbagora.com.br

 O ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro  (PP) está em João Pessoa nesta sexta-feira (13) para evento do Governo Federal na Estação Ciência. No local, o deputado federal licenciado e atual homem de confiança da presidente Dilma (PT) foi indagado sobre as obras atrasadas da Transposição do Rio São Francisco.

Apesar de não ser o titular da pasta que cuida deste assunto, o ministro foi simpático ao responder que o problema foi devido a ampliação de novas áreas com a obra e que isso acarretou mudanças no projeto que levou a sua paralisação e atraso na execução.

Para Aguinaldo, a Paraíba está na lista de prioridades do Governo Federal e citou obras como o Centro de Convenções e a adutora Translitorânea como as maiores ações no Estado.

"A importância destas obras é tão grande que vai seguir para essa e outras gerações. Essas ações demonstram a presença do Governo Federal. Além disso podemos citar a vinda do VLT- Veículo Leve sobre Trilhos que vai beneficiar com melhor mobilidade para os moradores da Grande João Pessoa, além do Canal do Frango inaugurado há pouco tempo na cidade de Patos", destacou.

De acordo com o ministro, os projetos para a Paraíba têm que chegar em maior número e qualidade, assim, mais obras deverão ser executadas e citou a ousadia como arma para a aprovação de novas ações para o desenvolvimento da Paraíba.

"São vários investimentos na Paraíba que o Governo Federal está executando e precisamos ousar ainda mais para desenvolver o Estado", finalizou.

 

Entenda:

 A adutora Translitorânea, localizada no Litoral Sul da Paraíba, é a maior obra da segunda etapa do Plano de Aceleração do Crescimento (PAC 2), orçada em R$ 160 milhões. A nova adutora beneficiará a população da Grande João Pessoa, no aporte de água trazidas dos rios Papocas e Cupiçura, além de garantir o abastecimento de água para a população de Alhandra e Conde. 

 

PB Agora

 

 

Notícias relacionadas

Sem máscara, Bolsonaro é barrado em churrasquinho: “pode não”

Em uma de suas saídas pela periferia de Brasília, no último sábado (10/4), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), recebeu uma resposta inusitada, em uma barraca que vende partes de…