A Paraíba o tempo todo  |

Aguinaldo comemora empenho de R$ 10 milhões para o programa ‘Remédio em Casa’ da PMJP: “Nosso trabalho dando frutos”

Nessa sexta-feira (15), o deputado federal e líder da Maioria no Congresso Nacional, Aguinaldo Ribeiro (Progressistas), comemorou o empenho de R$ 10 milhões para o programa Remédio em Casa, da Prefeitura Municipal de João Pessoa.

O empenho nada mais é do que o comprometimento de verba orçamentária para fazer face a uma despesa e no caso do programa Remédio em Casa, após a liberação, os recursos vão beneficiar milhares de pessoas da capital paraibana que fazem uso de medicamentos de uso continuado e que agora passarão a receber os remédios em sua própria casa, sem precisar se deslocar para nenhum lugar a fim de recebê-los.

Para Aguinaldo, que é um entusiasta do referido programa, juntamente com o prefeito de João Pessoa, Cícero Lucena (Progressistas) e a senadora Daniella Ribeiro, o empenho e posterior liberação dos recursos o deixa extremamente feliz já que ver o seu trabalho dando frutos de verdade para cada cidadão é motivo, para ele, de orgulho e alegria.

“Nós tivemos o empenho dos recursos do Remédio em Casa, que é um programa importante que a prefeitura de João Pessoa vai implementar e que anunciamos há cerca de 30 dias e que agora já vira realidade com o empenho e posteriormente com a liberação dos recursos. Isso vai facilitar a vida das pessoas que precisam e recebem esse tipo de medicamento de uso continuado, ainda mais numa pandemia isso é tão importante. Já é importante nos dias normais podemos dizer assim, ainda mais em uma pandemia. Nada me deixa mais feliz do que ver o nosso trabalho dando frutos de verdade para o cidadão” concluiu.

Além de Aguinaldo, a senadora Daniella Ribeiro também foi responsável pela alocação de parte dos recursos que vão garantir a implantação do programa em João Pessoa.

Sobre o programa Remédio em Casa

A Prefeitura de João Pessoa lançou no último mês de setembro o referido programa que estará disponibilizando anti-hipertensivos e antidiabéticos orais (medicamentos de uso contínuo) para a população da capital que faz uso desses remédios. Poderão ter acesso hipertensos e diabéticos que sejam acompanhados pelas Unidades Básicas de Saúde do Município, estejam diagnosticados e façam o acompanhamento pela equipe de Saúde da Família. A entrega será adequada a cada paciente, podendo ser mensal, trimestral ou semestral, dependendo do caso.


Da Redação com Assessoria

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe