A Paraíba o tempo todo  |

Adriano Galdino diz que “CG sempre esteve nas mãos de poucas famílias”

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

 Durante café da manhã no bairro do Pedregal,  o candidato a prefeito pela coligação “Pra Mudar Campina”, Adriano Galdino (PSB), disse que a Rainha da Borborema precisa de uma gestão preocupada com os que mais precisam.

Ele afirmou que, quando assumir a administração da cidade, irá investir em três questões urgentes na região do Pedregal: o funcionamento adequado da Unidade Básica de Saúde (UBS); a reforma do Canal do Bodocongó; e a reabertura do Restaurante Popular.

“Defendo a saúde e educação de qualidade. Os moradores do Pedregal terão o restaurante popular garantido e a reforma de um canal cuja obra é urgente. Não faz sentido que pessoas morram por falta de infraestrutura, que deixem de se alimentar porque a gestão Veneziano fechou o restaurante popular, enquanto a gestão Romero não reabriu. Isto é um crime e só demonstra a falta de representatividade da população diante dos políticos que sempre governaram Campina. Não é preciso fazer promessas mirabolantes, nós precisamos garantir o básico para propiciar qualidade de vida às pessoas e impulsionar o desenvolvimento econômico e social das pessoas e da cidade”, comentou Adriano.

O candidato à Prefeitura disse ainda que o povo campinense está desassistido de políticas públicas, resultado da falta de compromisso das antigas gestões.

“Campina sempre esteve nas mãos de poucas famílias, que governam em prol dos seus grupos restritos, esquecendo o povo. Nossa gestão vai ser diferente, porque terá um filho do povo administrando para os que mais precisam. Só investe em saúde pública quem um dia precisou dos postos de saúde. Só investe em restaurante popular quem valoriza um prato de comida. Eu e Inácio Falcão estamos preparados para dar ao povo de Campina o que eles merecem: uma cidade maior e mais justa para todos”, assinalou Adriano.

 

Assessoria

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe