A Paraíba o tempo todo  |

Acusado de calote, Julian Lemos perde recurso na Justiça, mas alega não ser parte no processo

O deputado federal Julian Lemos, do Partido Social Liberal (PSL), atual (UNIÃO BRASIL) sofreu mais uma derrota na ação de cobrança de dividas de campanha, com a empresa Lupa Comunicação e Marketing.  A 1ª turma recursal permanente da Capital, deixou de reconhecer o recurso do deputado por falta de recolhimento do preparo, ou seja: não consta o pagamento do deputado à Justiça para continuidade do recurso.

“O deputado federal Julian Lemos, Presidente do Partido, sendo assim o agente responsável pelos atos da agremiação, tentou dar calote até mesmo na justiça,” disparou o jornalista Marcos Cavalcanti, revelando ao blog que o deputado não teve o recurso avaliado por falta de pagamento à Justiça.

Em resposta, Júlia Lemos esclareceu que não é parte em processo e detalha que não há legitimidade em cobrança feita por empresário na Justiça.

“Eu não sou parte no processo, sequer sou citado, e nem partido de acordo com a lei deve pagar custas. Existe recurso”, garante o parlamentar.

“Não posso autorizar pagar algo, que não foi autorizado, que não tem contrato, algo totalmente indevido. Tal dívida não teve autorização, não teve o básico, um contrato, um e-mail, um WhatsApp, nenhuma candidato reconhece a prestação de serviço, nenhuma candidato usou ou consta no TRE, é simples, agora dizer que sou caloteiro, eu acho que passou dos limites”, disse o deputado.

Redação

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe