“Se é possível é, mas não acredito que seja provável nem que seja necessário”. A declaração é do chefe de gabinete da prefeitura de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (sem partido) sobre a possibilidade de disputar a sucessão municipal na Rainha da Borborema tendo o deputado estadual Tovar Correia Lima (PSDB) como eventual adversário.

Para Bruno, debates internos, convenções e até mesmo pesquisas devem apontar o melhor nome do grupo para que o bloco saia unido em 2020.

“Nós hoje estamos lá, ele é secretário de Planejamento, eu sou chefe de gabinete, existem inclusive outros nomes que estão sendo cogitados, mas acredito que esse processo vai ser capitaneado ao ponto que se chegue a um denominador comum depois de debates internos, quem sabe até de convenções, quem sabe até de pesquisas, para se definir um candidato. De minha parte eu não tenho nenhuma disposição de estar esticando a corda”, ressaltou.

Assim como Tovar, Bruno ratifica que irá apresentar seu nome, suas propostas e se a maioria entender que ele é a melhor alternativa, ele encará o desafio.

“Eu vou apresentar aquilo que eu acredito, que eu acho que deva ser feito em relação a administração pública, vou apresentar minhas ideias e se os amigos, as pessoas que fazem o grupo, entenderem por bem que essa é a melhor alternativa, nós estamos aqui para compor”, arrematou.

Com informações de Eliabe Castor

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Vereador Humberto Pontes troca comando do Avante pelo PV

Mais uma troca partidária entre os vereadores de João Pessoa ocorreu nessa sexta-feira, dia 03, véspera de encerramento do prazo de filiações. O vereador e presidente do Avante em João…

Fatores que prejudicaram muito o bom desempenho da gestão de João Azevêdo

O governador João Azevêdo não teve muita sorte neste primeiro momento do seu mandato, de modo que, com certeza, não terá como fazer uma gestão dentro das expectativas dos paraibanos…