Por pbagora.com.br

O deputado estadual Wilson Filho (PTB) foi escolhido ontem (1º) como o novo líder do governo na Assembleia Legislativa da Paraíba, substituindo o deputado Ricardo Barbosa. No seu discurso ele garantiu que a base do governador João Azevêdo deve receber novas adesões em breve. Wilson irá comandar uma bancada de 25 dos 36 parlamentares que integram o Legislativo estadual.

“A bancada está em permanente crescimento. Nos próximos dias teremos novidades”, disse o petebista, destacando que a própria população cobra de seus representantes no parlamento uma postura de apoio às ações governamentais que, de fato, estão sendo executadas em toda a Paraíba de modo eficiente, em várias frentes. “É um governo muito bem avaliado, na figura do governador e de sua equipe. Quando o governo está na linha certa, as coisas acontecem dessa maneira”, previu Wilson.

Questionado quem poderá compor a base governista, ele deu pistas em nome do deputado estadual Manoel Ludgério (PSD): “Será muito bem-vindo”. Em seu pronunciamento o parlamentar agradeceu o acolhimento recebido nessa nova função de liderança, parabenizou o desempenho de Barbosa na função e declarou que junto ao governador João Azevêdo irá trabalhar para continuar fazendo da Paraíba e do povo paraibano sua prioridade.

“Gostaria de agradecer o acolhimento ao nosso nome nessa nova função de liderança do governo. Parabenizar publicamente ao deputado Ricardo Barbosa pelo trabalho exemplar e pela competência e capacidade nesse primeiro biênio na função de líder sabendo lidar com todas as matérias com alto conhecimento. Agradecer ao governador João Azevêdo de ter lembrado nosso nome para essa nova oportunidade e essa nova fase. Também dizer que estaremos juntos nessa caminhada para fazer que a Paraíba seja sempre a nossa prioridade” pontuou.

Outras adesões – Além de Mnaoel Ludgério a bancada do Progressistas na ALPB – Dra. Paula, Galego Sousa e Jane Panta – devem em breve também aderir à base de sustentação do governo na ALPB. “Nós apostamos num governo do Progressistas (ao citar Cícero Lucena, em João Pessoa). Então, é natural que esses deputados se incorporem à base”, comentou o líder do governo.

 

Redação