O plenário da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), aprovou em votação nesta quarta-feira (12), o Projeto de Lei (PL 414-2109) do deputado estadual Taciano Diniz (Avante) que dispensa a cobrança de taxa nos estacionamentos de shoppings, hipermercados, supermercados e centro comerciais no Estado. O projeto de lei agora segue para apreciação do governador João Azevêdo, que irá sancionar ou vetar a matéria.

 

De acordo com o texto original do projeto, fica dispensado o pagamento dos serviços de estacionamento em shoppings centers, mercados e centros comerciais do estado da Paraíba, condicionado à compra em qualquer loja, ou ponto comercial dentro do estabelecimento com um valor igual ou superior a R$ 30,00.

 

No entanto, uma emenda aprovada modifica este valor e estabelece que o consumidor terá que fazer compras no valor igual ou superior a dez vezes o que é cobrado no estacionamento para ter a gratuidade do serviço. Outra emenda aprovada estabelece tolerância de até 20 minutos sem a cobrança de taxa.

 

Para concessão da dispensa o cliente deverá comprovar a compra através de documentação fiscal emitida pelo estabelecimento ou loja do estabelecimento. O benefício previsto nesta lei só poderá ser concedido ao cliente que permanecer por no máximo 5 horas no interior do estabelecimento. O tempo de permanência do cliente será comprovado mediante a emissão de documento com registro da hora exata de sua entrada naquele estabelecimento.

 

A deputada Pollyanna Dutra defendeu que o projeto fosse votado já hoje, entrando na discussão de alguns que queriam adiar o debate da matéria. Segundo ela, não se trata de uma matéria complexa, que interfira na vida dos paraibanos, considerando que se trata de cobrança ou não em estacionamentos de shoppings. "Eles vão apenas pagar ou deixar de pagar o estacionamento", frisou. 

 

Branco Mendes disse que em seu segundo mandato havia elaborado um projeto idêntico ao do deputado Taciano, mas nem chegou a apresentar, por entender ser inconstitucional.

 

Tovar Correia Lima disse ser contra a interferência parlamentar na iniciativa privada, lembrando ainda a obrigação de placas nos estabelecimentos comerciais.

 

Redação

 

 


Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Hervázio: “Aliados estão ‘inquietos’ e querem um desfecho da crise do PSB”

Ainda sobre a crise deflagrada dentro do Partido Socialista Brasileiro na Paraíba que colocou em lados opostos o governador João Azevedo e o ex governador Ricardo Coutinho, o deputado estadual…

Prefeito de Cabedelo anuncia aumento salarial para os professores do município

No dia em que se comemora o Dia do Professor – 15 de outubro, a Prefeitura de Cabedelo homenageia a categoria com reconhecimento e valorização profissional. O prefeito Vitor Hugo…