Foi incluído na pauta de julgamentos desta terça-feira (11), da Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) um pedido de liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva . O processo estava em julgamento em abril no plenário virtual, um mecanismo em que os ministros postam os votos em um sistema eletrônico, sem a necessidade do encontro físico. O ministro Gilmar Mendes pediu vista, para transferir o caso para o julgamento no plenário físico da Segunda Turma.

 

No recurso, a defesa de Lula contesta uma decisão do ministro Felix Fischer, do Superior Tribunal de Justiça (STJ). No ano passado, Fischer rejeitou um pedido de absolvição de Lula no processo do triplex do Guarujá, que motivou a prisão do ex-presidente. Segundo os advogados, Fischer não deveria ter julgado o caso sozinho, e sim levado a discussão para a Quinta Turma do STJ, que conduz a Lava-Jato.

 

Redação com jornal O Globo

 

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Wallber Virgulino é denunciado por homofobia e exposição de menores

Presidente do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) na Paraíba, Tárcio Teixeira protocolou uma denúncia de homofobia e exposição de adolescentes contra o deputado Delegado Wallber Virgolino. Segundo o líder partidário,…

Por passe de Galdino, dirigentes admitem abrir mão do comando de siglas

Pelo menos três presidentes de partidos na Paraíba estão dispostos a abrir mão do comando de suas legendas para conquistar o ‘passe’ do presidente da Assembleia Legislativa do Estado, Adriano…