Após visitar o ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT), na sede da Polícia Federal, em Curitiba-PR, o ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB),  repercutiu a preocupação do petista em relação ao atual momento do país. Ricardo fez duras críticas ao modelo de gestão adotado por Bolsonaro e disse que Lula teme pela soberania nacional.

“O Brasil está sendo rasgado. O Brasil está sendo vendido por trinta dinheiros”, declarou Ricardo Coutinho ao se referir às privatizações realizadas por Bolsonaro nos primeiros cinco meses do ano. Ricardo destacou que as estatais que vêm sendo privatizadas no Brasil, têm sendo vendidas abaixo do preço. “Venderam recentemente doze aeroportos lá no Nordeste por R$ 2,4 bilhões, isso significa que, em média, cada aeroporto saiu pela metade de um boeing. O seja, um patrimônio que todos os dias gera milhões e milhões de reais foi entregue pela metade da compra de um avião novo”, explicou o socialista.

Ricardo denunciou também que a atual gestão nacional estaria inviabilizando a Petrobras, diminuindo sua produção. O plano, segundo o ex-governador, seria vender a empresa por partes, deixando “a parte pior” como sendo a estatal. “O restante vai ser vendido pra gerar lucros, exatamente, em outros países, particularmente nos Estados Unidos”, afirmou RC.

 

PB Agora

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Agora ficou claro: nunca houve oposição a governo nenhum. A oposição era mesmo ao estilo de Ricardo governar…

Neste cenário que se esboça com o iminente rompimento entre João Azevedo e Ricardo Coutinho, ficou mais que claro: não havia oposição a governo coisíssima nenhuma. Havia – e continua…

João Azevêdo apresenta Polo Turístico para investidores alemães

O governador João Azevêdo participa, nesta segunda-feira (16), em Natal, no Rio Grande do Norte, da reunião do Consórcio Interestadual de Desenvolvimento Sustentável do Nordeste. O encontro será às 14h,…