Campeã de votos na Assembleia Legislativa da Paraíba, a deputada estadual Cida Ramos (PSB) tomou as rédeas do debate sobre a polêmica que se instalou em torno dos contratos da Cruz Vermelha com o Governo do Estado e descontruiu o discurso da oposição sobre a possibilidade de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar o caso. Segundo a socialista, a famigerada CPI sequer tem objeto, já que os serviços disponibilizados pelo Hospital de Trauma apresentaram melhorias desde que as Organizações Sociais assumiram a direção das unidades de saúde no Estado.

“Essa CPI ela não tem nem objeto. O que nós temos que discutir fortemente, o debate precisa ser feito e eu estou pronta para esse debate, mas pra o bom debate, é o debate que discuta, que vá lá no Trauma, que veja quais são os serviços que aquele hospital realiza. O Trauma ampliou o HPOP, tem serviços de imagem, nada disso está sendo colocado no debate. Quantos atendimentos são realizados naquele hospital. Tenho depoimentos incríveis de várias pessoas que foram atendidas ali, sobre alimentação, sobre os serviços, sobre os exames, as cirurgias, é nesse debate que eu quero entrar”, disse.

Cida ainda desafiou a oposição a procurar os dados reais, antes de realizar espetacularização com um assunto que em nada engrandece o desenvolvimento do Estado.

“Eu quero que a oposição procure os dados, que ela vá no Trauma e veja o serviço que é realizado lá. É esse modelo de gestão que eu defendo. O governo está preparado para o debate, nós não temos nenhum receio dessa discussão. Nós não vamos admitir é que uma gestão que mudou a Paraíba, que é reconhecida por todos, seja colocada em patamar de igualdade com o que ocorre no Rio de Janeiro”, arrematou.

PRONTA PARA O DEBATE

A deputada aproveitou para também reagir às críticas do líder da oposição na Assembleia Legislativa da Paraíba, Raniery Paulino (MDB), que reclamou das ausência do ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), na polêmica envolvendo a Cruz Vermelha.

“O governo não tem o que temer, porque o governo sabe o que fez, sabe dos avanços que proporcionou à Paraíba e tem explicação para tudo. Então ninguém precisa se preocupar coma presença de RC no debate, porque ele não precisa dar explicação sobre um modelo vitorioso aqui em nosso estado”, disse.

Cida ainda ironizou o fato de a oposição ter ‘cantado a pedra’ de que RC seria quem mandaria no Estado na gestão Azevêdo e agora, que ele não está, incitar essa volta.

“Ricardo Coutinho, ele não é governador. É interessante a oposição. Ela falava o tempo inteiro, quando João assumiu, ela dizia que Ricardo iria ficar mandando no governo, fazia crítica sobre isso, e agora a oposição quer que Ricardo faça o que é tarefa do governo e dos deputados. Raniery tem que ter a tranquilidade e ter a certeza que tem muita gente para fazer esse debate. Não precisa RC vir para o debate porque eu estou pronta para o debate, a bancada está unida no bom debate e o governo também”, asseverou.

PB Agora

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Áudio vazado põe em xeque declarações de Jackson Macêdo sobre apoio irrestrito ao governo Azevêdo

O presidente do PT na Paraíba, Jackson Macedo, já havia declarado o seu posicionamento com relação a crise instalada no PSB do estado. Aliado do projeto, Jackson disse que continuava…

Com condenação até 2023, ex-deputado deve ficar fora da disputa pela prefeitura de Esperança, entenda o caso!

O ex-deputado estadual Arnaldo Monteiro (PSC), que é pai do atual deputado estadual Anderson Monteiro (PSC) é um dos nomes que figura no Portal da Transparência do Governo Federal, mais…