Durante quase seis anos (de outubro de 2009 a junho de 2015), o deputado federal Wellington Roberto (PR) gastou R$ 198.196,80 da verba indenizatória de seu gabinete abastecendo veículos particulares no posto de combustíveis do irmão e da cunhada, em Campina Grande (PB).

O parlamentar, que disse desconhecer o Ato da Mesa 43/2009 que proíbe a prática, reconheceu a irregularidade e quitou, no último mês de janeiro, a devolução do valor à Câmara. Segundo o documento, em seu artigo 4º, parágrafo 13, que “não se admitirá a utilização da Cota para ressarcimento de despesas relativas a bens fornecidos ou serviços prestados por empresa ou entidade da qual o proprietário ou detentor de qualquer participação seja o deputado ou parente seu até o terceiro grau”

A irregularidade foi descoberta durante Operação Política Supervisionada (OPS), 

Wellington Roberto, que foi reeleito, dividiu o pagamento em 37 parcelas.

PB Agora

 

 


Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

De olho na PMCG: Tovar defende que Romero defina nome no começo de 2020

Pré candidato a prefeitura de Campina Grande, na sucessão do prefeito Romero Rodrigues (PSD),o deputado estadual e secretário de Planejamento de Campina Grande, Tovar Correia Lima (PSDB), disse que só…

Liminar da PB Prev poder ser julgada a qualquer instante no STF

O Supremo Tribunal Federal pode julgar a qualquer momento a liminar concedida pelo Tribunal de Justiça da Paraíba que determinou a suspensão da tramitação do projeto de Reforma da Previdência…