Em TV Master, retransmitido pelo PB Agora, os candidatos ao governo da Paraíba, voltaram a trocar farpas, e apresentar propostas que serão detalhadas ao longo da campanha. A exemplo dos dois debates anteriores, transmitidos pela TV Arapuã e TV Manaíra, João Azevedo (PSB); Lucélio Cartaxo (PV), José Maranhão (MDB); Tárcio Teixeira (PROS), e Rama Dantas (PSTU), estiveram frente a frente. Mais uma vez o destaque e ponto de desequilíbrio do debate, foi Tárcio Teixeira, que com sua “metralhadora giratória” fez críticas a todos os concorrentes, irritando principalmente o candidato do governo.

Mais uma vez, o debate serviu para mostrar que no geral o ponto alto do enfrentamento se deu quando, em momentos diferentes, eles partiram para o ataque buscando desqualificar o outro.

Mediado por Alex Filho, apresentador e diretor da TV Master, o debate teve início com os cumprimentos iniciais dos candidatos.

TÁRCIO X JOÃO AZEVÊDO

O clima esquentou já no No primeiro bloco do debate quando, Tárcio Teixeira perguntou a João Azevedo se haverá perseguição do governo aos profissionais concursados que protestarem contra medidas da gestão estadual. Segundo ele, a atual gestão pune severamente quem se opõe às decisões.

Em resposta, João Azevedo falou sobre concurso público para 10.500 profissionais, além de ter chamado os aprovados em concursos anteriormente. Para João Azevedo, “nenhum outro governo tratou os servidores com o cuidado que o atual governo trata”, ele seguiu dizendo que a oposição usa “discurso fácil”, mas os dados estão mostrando que o governo é bem sucedido.

Na réplica, Tárcio disse que João merece o apelido de “pedra” e criticou-o dizendo que o candidato não responde às perguntas. O candidato do PSOL garantiu descongelar as progressões salariais, aumentar os salários de professores e policiais.

Na tréplica, João disse que Tárcio está mal informado e destacou que os professores da rede estadual recebem mais que o piso salarial dos professores e o desafiou a provar o contrário.

JOÃO AZEVÊDO X JOSÉ MARANHÃO

Em seguida, João Azevedo perguntou a José Maranhão, questionando o adversário sobre o que é preciso fazer na Paraíba para manter o ritmo de expansão. Maranhão recusou-se a falar sobre o trabalho realizado pela gestão de Ricardo Coutinho e, em vez disso, garantiu que seu governo, se for eleito, será de “inovação e mudança” e reclamou do déficit de empregos existente na Paraíba. Na réplica, João destacou a boa colocação da Paraíba em desenvolvimento, reconhecido pela imprensa nacional, ele garantiu que continuará criando projetos que dêem oportunidade às pessoas que mais precisam, melhorando a saúde e gerando mais empregos. Na tréplica, Maranhão disse que seu governo será progressista respeitando as tendências populares.

JOSÉ MARANHÃO X LUCÉLIO CARTAXO

A rodada seguinte teve pergunta de José Maranhão para Lucélio Cartaxo, Maranhão disse que se preocupa muito com o discurso de Lucélio e, por isso, confundiu-o com Luciano Cartaxo, porque Lucélio cita o trabalho feito pelo irmão, mas não cita as propostas. Maranhão quis saber como Lucélio vai manter a transparência. Lucélio disse que é parceiro de Luciano, seu irmão gêmeo, e afirmou que essa parceria será benéfica para a Paraíba e garantiu que integra o conselho consultivo da Prefeitura de João Pessoa e afirmou que quer levar este modelo para toda a Paraíba

 O debate da TV Master também foi marcado por uma disputa pessoal entre o candidato José Maranhão e Lucélio Cartaxo. Inicialmente, Maranhão questionou sobre as Organizações Sociais que atuam nos hospitais da Paraíba. Maranhão chamou Lucélio por Luciano, por três vezes.

Em reação a provocação, Lucélio disse que o modelo de governo de Luciano não tem arrogância, não tem grosseria e será levado para toda a Paraíba, sobre as OSs, ele disse que a eficiência dos serviços deve estar em primeiro lugar e destacou que construirá o Hospital de Trauma do Sertão da Paraíba, para evitar que os sertanejos viagem por tantas horas para receber atendimento médico.

Na réplica, Maranhão disse que o Hospital de Trauma de Campina Grande foi iniciado na gestão de Cássio e concluído em seu governo, ainda é administrado pelos servidores estaduais, ele pontuou que a gestão pactuada em João Pessoa aumentou os gastos com custeio. Na tréplica, Lucélio disse que não há terceirização em João Pessoa, “nem na educação nem saúde”, disse. Ele afirmou que entregará a UPA do bairro Bancários na próxima semana.

TÁRCIO X JOÃO AZEVÊDO

Tárcio Teixeira eJoão Azevedo voltaram a se enfrentar no terceiro bloco. Provocatvo, Tárcio quis saber sobre o orçamento estadual e os investimentos em educação, e aproveitou o tempo para falar novamente no desafio de mostrar contracheque dos professores e João Azevedo mostrar que o governo paga o piso salarial dos profissionais.

O candidato do PSB disse que é importante ter estrutura para que os policiais trabalhem, tendo dignidade com carros, combustível, armas e munição.

 

JOSÉ MARANHÃO X LUCÉLIO CARTAXO

A rodada seguinte teve pergunta de José Maranhão para Lucélio Cartaxo, Maranhão disse que se preocupa muito com o discurso de Lucélio e, por isso, confundiu-o com Luciano Cartaxo, porque Lucélio cita o trabalho feito pelo irmão, mas não cita as propostas. Maranhão quis saber como Lucélio vai manter a transparência. Lucélio disse que é parceiro de Luciano, seu irmão gêmeo, e afirmou que essa parceria será benéfica para a Paraíba e garantiu que integra o conselho consultivo da Prefeitura de João Pessoa e afirmou que quer levar este modelo para toda a Paraíba

 

JOÃO AZEVÊDO X RAMA DANTAS

A quarta rodada teve pergunta de João Azevedo para Rama Dantas sobre infraestrutura de estradas. Rama Dantas disse que as rodovias são importantes para a população e pontuou que a construção dessas obras não pode custar o suor dos trabalhadores em detrimento dos trabalhadores. Ela acusou a gestão estadual de enriquecer as “grandes empresas” e não cuidar dos produtores rurais. Na réplica, João disse que construirá novas estradas interligando importantes cidades “para reduzir caminhos fazendo com que o custo do transporte de mercadorias seja mais rápido e pratico”. Na tréplica, Rama disse que fará a reforma agrária na Paraíba e que os trabalhadores terão o controle das obras das estradas, da água e fará as obras.

RAMA DANTAS X JOSÉ MARANHÃO

 

Rama Dantas e José Maranhão também travaram um embate. Rama falou sobre o preconceito e a opressão que as mulheres sofrem na Paraíba. Maranhão disse que votou a favor da aprovação da Lei Maria da Penha e criou, quando era governador, a delegacia da mulher no estado.

PB Agora

Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Estela quer RC no comando do PSB/PB “Não vejo como alguém pode ser contra”

A deputada socialista Estela Bezerra disse que vai continuar defendendo o seu ponto de vista em relação à saída do secretário Edvaldo Rosas da presidência estadual do PSB na Paraíba.…

Gervásio revela conversa com RC para ex-governador assumir rédeas do PSB/PB

“Fiz essas ponderações e consegui convencê-lo. Levarei a boa notícia ao presidente Carlos Siqueira, para que ele possa construir a composição com a participação do governador João Azevedo”. A declaração…