Por pbagora.com.br

Ao menos seis ocorrências de homicídio e duas tentativas foram registradas pelo Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop) no feriado do dia dos pais na Grande João Pessoa.

Logo no início da manhã do último sábado (8), por volta das 06h20m, o corpo de um homem não identificado foi encontrado na Rua da Palha, localizada na comunidade do Taipa.

O homem era de cor morena e trajava bermuda preta, camisa verde. Ele foi morto com três disparos de arma de fogo nas costas e outros dois na cabeça.
Compareceu ao local o delegado Antônio Gonzaga, que após os procedimentos de praxe autorizou a remoção do corpo.

Aproximadamente 20 minutos depois, a Polícia foi acionada para atender uma ocorrência de homicídio na Avenida Josefa Taveira, localizada no bairro de M Mangabeira.

O vigia de rua Ozimar leite, 44 anos, foi assassinado a tiros no interior da panificadora Econômica. Segundo a proprietária do local, Vânia Maria Oliveira, dois homens não identificados entraram no estabelecimento instantes após a vítima e efetuaram os disparos.

Três tiros atingiram Ozimar, que não resistiu aos ferimentos e teve morte imediata.

Após a ação os assassinos fugiram numa motocicleta de modelo e placa ignorada.

Na tarde do sábado, por volta das 13 horas, Michel Lino Costa Nascimento, 20 anos, foi assassinado a tiros no bairro do Alto das Populares, em Santa Rita.

O crime foi atribuído por testemunhas a dois homens não identificados que estavam numa motocicleta. A vítima foi atingida por três tiros no tórax e um no ombro.

Michael ainda foi socorrido por terceiros ao Hospital de Emergência e Trauma, mas não resistiu aos ferimentos e morreu antes mesmo de receber atendimento médico.

Perto do anoitecer, por volta das 17h50m, o ex-presidiário Julio Dantas Soares, 27 anos, foi assassinado na Rua Fagundes Varela, bairro do Padre Zé, na Capital.

A vítima foi morta com três disparos de arma de fogo na cabeça. No local o que prevalece é a lei do silêncio.

Por volta das 22h00m, na Rua da Paz, bairro do Mario Andreazza, em Bayeux, o Centro Integrado de Operações Policiais registrou uma ocorrência de tripla tentativa de homicídio.

Ao menos dois homens, que transitavam pelas ruas do bairro num veículo modelo monza, cor e placa ignorada, efetuaram vários disparos de arma de fogo contra Alberto dos Santos Silva, 18 anos, Rodolfo Vieira Alves, 23, e o menor C.H.S, 16 anos.

Alberto foi atingido por três disparos no abdômen e socorrido por uma guarnição ao Hospital de Emergência e Trauma. No caminho ao hospital, a vítima foi deixada sob os cuidados de profissionais do Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu), que concluíram o resgate.

Segundo a Polícia, as outras duas vítima foram socorridas por terceiros ao Hospital do Povo, naquela cidade. O menor foi atingido de raspão na cabeça, foi medicado e liberado em seguida.

Devido à gravidade dos ferimentos, Rodolfo Vieira, que foi atingido com ao menos oito disparos de arma de fogo, foi encaminhado em estado grave ao Hospital de Emergência e Trauma, onde foi deixado sob cuidados médicos.

O caso foi registrado na 5ª Delegacia Distrital.

Na tarde de domingo (9), aproximadamente às 16 horas, o menor T.F.L, 17 anos, foi atingido por vários disparos de arma de fogo, quando se encontrava no Bar da Janelinha, na comunidade Bola na Rede, em João Pessoa.

A Polícia foi acionada, compareceu ao local, mas nenhuma pessoa colaborou com as investigações. A vítima foi socorrida por terceiros ao Hospital de Emergência e Trauma com ao menos cinco ferimentos provocados à bala.

Cerca de uma hora depois, Rogério de Sousa Silva, 29 anos, foi assassinado na Rua São Geraldo, no bairro do Rangel.

A vítima não era conhecida na região onde foi morta. Testemunhas afirmam que o autores do homicídio.

Às 18h40m, em frente à Cimepar, na comunidade do Renascer, no Distrito dos Mecânicos, Jailson Farias de Araújo, 31 anos, foi assassinado com três disparos de arma de fogo.

A mãe da vítima esteve no local e informou à Polícia que o filho era albergado, mas não soube informar a motivação ou autoria do crime.

Após alguns levantamentos, os policiais descobriram que o acusado do homicídio é um homem identificado apenas como “Inha”.

Por volta das 20h15m, um homem identificado como José Nunes Filho, popularmente conhecido como “Carioca” foi alvejado com ao menos quatro disparos de arma de fofo, quando transitava no bairro do Alto das Populares, em Santa Rita.

A vítima foi socorrida por terceiros ao Hospital Flávio Ribeiro Coutinho e posteriormente encaminhado ao Hospital de Emergência e Trauma, onde foi deixada sob cuidados médicos.

Infelizmente, até o momento nenhum acusado dos crimes foi localizado pela Polícia.

Thiago Moraes
 

Notícias relacionadas

Polícia prende suspeito de tomar moto por assalto em João Pessoa

A Companhia Especializada em Apoio ao Turista (CEATur) prendeu em flagrante, nessa segunda-feira (19), o acusado de tomar por assalto a moto de uma mulher, no bairro do Seixas, na…

Após reforço na atuação em Santa Rita, polícia apreende arma usada em tiroteio

A Polícia Militar reforçou a atuação em pontos com maiores incidências criminais na cidade de Santa Rita e apreendeu, na noite dessa segunda-feira (19), uma pistola que teria sido usada…