Por pbagora.com.br

Nesta sexta-feira (30), três pessoas suspeitas de torturar uma empregada doméstica na cidade de Baraúna, na região da Borborema, foram presos pela Polícia Civil da Paraíba.

A tortura da paraibana ocorreu porque um dos agressores acusa a mulher de ter furtado R$ 3 mil durante a semana em que trabalhou na casa dele, em Natal, mas na época do ocorrido, nenhuma queixa de furto foi registrada pelo ex-patrão da vítima, que nega ter cometido o crime.  O trio foi preso na capital potiguar, durante uma operação de cumprimento de mandados de prisão. De acordo com a polícia, um dos três detidos é policial militar no Rio Grande do Norte.

Ainda segundo a polícia, os três presos e mais um quarto suspeito que está foragido foram até a cidade de Baraúna, torturaram fisicamente a doméstica, fizeram ameaças de morte e saíram do local levando uma motocicleta que pertencia à família dela.

Os presos e mais o suspeito que se encontra foragido podem responder pelos crimes de tortura e roubo de veículo.

Redação

Notícias relacionadas

Festa com aglomeração é encerrada na PB e participante é detido

Na noite desse domingo (18) a Polícia Militar encerrou uma festa com aglomeração em uma chácara localizada no município de Conceição, no Sertão paraibano. No momento da ação policial um…

Casal é preso suspeito de lançar drogas em presídios de João Pessoa utilizando drones

A Polícia Civil deteve um casal suspeito de arremessar drogas em presídio de João Pessoa. A captura foi feita neste sábado (17). De acordo com informações da polícia, o homem…