A Paraíba o tempo todo  |

Travesti é indiciada por latrocínio em Campina no caso do motorista de aplicativo assassinado

A justiça determinou que a travesti Jessy será indiciada pelo crime de latrocínio em razão da morte do motorista de aplicativo Ewerton Albuquerque Cruz Medeiros, de 25 anos. A vítima foi assassinada com golpes de faca na noite do dia 31 de dezembro de 2021 em Campina Grande, no Agreste da Paraíba. O inquérito foi concluído e aponta que a suspeita fantasiou a declaração dada para a polícia. Ela teria afirmado que mantinha um caso com a vítima, o que foi descartado.

O atual namorado dela, inclusive, afirmou que Jessy estava desempregada e precisava de dinheiro. A travesti se encontra em uma ala especial na Penitenciária de Segurança Padrão no Complexo do Serrotão.

Após ser golpeada, a vítima chegou a ligar para o marido informando o que aconteceu. Ele, inclusive, retornou para a casa onde morava e foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao Hospital de Trauma da cidade. Ewerton, contudo, não resistiu aos ferimentos e morreu na madrugada do dia 1º de janeiro de 2022.

Da Redação

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      20
      Compartilhe