Agendadas anteriormente para os dias 22 e 26 de abril, pela Vara da Infância e Juventude, as audiências de julgamento dos adolescentes acusados de abuso sexual contra crianças, dentro do colégio GEO, em João Pessoa, vai ocorrer nesta sexta-feira (22), às 9h. A audiência de instrução acontecerá no Fórum de Infância e Juventude de João Pessoa.

 

Como testemunhas de defesa se apresentaram os colegas de escola e professores. Já as testemunhas de acusação são as crianças supostamente abusadas, mães e duas funcionárias da escola. Os adolescentes não vão depor na sexta-feira. Eles serão chamados a prestar depoimento em outra data através do projeto Depoimento Sem Dano, ainda segundo o advogado Aécio Farias. Esse projeto consiste na coleta especial de depoimento em que a criança ou adolescente participa da oitiva de forma multidisciplinar, com auxílio de assistente social ou psicólogo, permitindo um ambiente menos constrangedor.

 

Entenda o caso – Os casos de violências sexuais ocorridas no Colégio Geo Tambaú de João Pessoa ganharam repercussão na última terça-feira (12), quando três adolescentes foram apreendidos suspeitos do ato infracional, que teriam sido praticados em 2018. Os fatos teriam, ainda, a participação de um ex-funcionário da escola, que está respondendo ao processo em liberdade, cumprindo medidas cautelares. Todas as vítimas são meninos de até 10 anos de idade.

 

 

Redação

 


Saiba mais sobre Certificação Digital no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Entre em contato através do WhatsApp (83) 9 93826000

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Jovem é apreendida sob suspeita de tráfico de drogas na cidade de Santa Rita

A Polícia Militar da Paraíba, apreendeu, na noite de ontem (18), um jovem sob suspeita de tráfico de drogas, no distrito de Várzea Nova, em Santa Rita. Segundo informações da…

Polícia prende homem suspeito de manter esposa em cárcere privado na PB

A polícia prendeu um homem suspeito de agredir e manter a esposa em cárcere privado durante uma semana, em Santa Rita, na Grande João Pessoa. A mulher de 28 anos…