A Paraíba o tempo todo  |

Suspeitos de trocar tiros com policiais são detidos em Cachoeira dos Índios

Cinco suspeitos de fazer parte de uma quadrilha que vinha praticando vários tipos de crimes na região de Cachoeira dos Índios, no Sertão, e que trocaram tiros com policiais militares e civis, na última quarta-feira (10), foram detidos em flagrante, nessa quinta-feira (11), em uma operação que durou 24 horas seguidas.

As equipes do 6º Batalhão da Polícia Militar e da 6ª Companhia do Batalhão de Operações Especiais só pararam as buscas quando conseguiram deter todos cinco envolvidos, entre eles, o líder do bando, um acusado de 34 anos, que já cumpriu pena por homicídio qualificado e atualmente responde processo por roubo. Os outros detidos na operação têm 44, 16 e dois deles, 15 anos.

A operação – Tudo começou quando, entre o fim da tarde e começo da noite da quarta-feira (10), os criminosos, que estavam em um carro preto trocaram tiros com uma equipe da Polícia Civil que realizava buscas para recuperar motos roubadas na cidade de Cachoeira dos Índios. A PM foi em apoio e teve início uma intensa perseguição, que obrigou os bandidos a abandonarem o veículo e fugirem para dentro de uma mata. Na primeira intervenção, um policial militar foi atingido de raspão, socorrido para o Hospital Regional de Cajazeiras e recebeu alta horas depois. No decorrer das buscas, os suspeitos foram localizados uma a um e detidos ainda em flagrante.

O comandante-geral da corporação, coronel Euller Chaves, parabenizou as equipes policiais envolvidas pela resposta dada com a desarticulação da quadrilha. “Foi uma resposta com muita persistência e fiquei orgulhoso em ver a alegria dos nossos bravos policiais ao celebrar o cumprimento de mais essa missão, que resultou na prisão e apreensão de todos os envolvidos, entre eles, um elemento de alta periculosidade que vinha agindo na região. Deixo minha continência, meu respeito e os parabéns por mais essa ação positiva em defesa dos paraibanos”, escreveu o coronel.

Os detidos e os materiais apreendidos foram levados para a delegacia de Polícia Civil, em Cajazeiras.

PB Agora

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe