Por pbagora.com.br

A Polícia Civil da Paraíba prendeu três homens suspeitos de integrar uma organização criminosa que praticava assaltos nas casas de comerciantes situadas na região metropolitana de João Pessoa. As prisões foram realizadas pela Delegacia de Repressão ao Crime Organizado (Draco), com apoio operacional da Delegacia de Atendimento à Mulher.

Durante a ação, os policiais localizaram fotos e informações referentes às casas de pessoas que seriam as próximas vítimas de assaltos. Os suspeitos pretendiam atacar até os veículos dos Correios usados para entrega de encomendas.

“As prisões de hoje são de importância estratégica para evitar que os assaltos que o grupo vinha premeditando, inclusive com fotos das possíveis casas, fossem concretizados. Até veículos dos Correios o grupo pretendia assaltar”.

Segundo informações do delegado Carlos Othon, da Draco, os presos foram localizados no Bairro das Indústrias, Róger e na Comunidade Laranjeiras, no José Américo.

“As prisões são preventivas e foram decretadas pela Justiça após nossas investigações apontarem indícios que os suspeitos realizavam assaltos a residências de comerciantes de João Pessoa e cidades circunvizinhas”, afirmou o delegado.

Ainda de acordo com o policial, a organização criminosa é composta por indivíduos com tarefas bem definidas. “Alguns realizavam os levantamentos geográficos das casas e a rotina das vítimas; outros davam apoio logístico com veículos e armas de fogo, enquanto os criminosos da linha de frente realizavam os assaltos propriamente ditos”, explicou.

As investigações foram iniciadas no ano passado e apontaram que havia um integrante da organização responsável por fornecer informações privilegiadas sobre a existência de grandes quantias de dinheiro na casa dos comerciantes. A Polícia Civil já realizou outras ações anteriores com o alvo no mesmo grupo criminoso e recuperou objetos e dinheiro roubados e apreendeu um revolver.

“A Draco segue firme com foco na prisão dos líderes de organização criminosa e, principalmente, no enfraquecimento de suas células financeiras, com a apreensão dos bens frutos das atividades criminosas”, declarou o delegado.

PB Agora

Notícias relacionadas

PROS da PB se articula para eleger 3 deputados estaduais e o 1° federal, em 2022

A nova executiva estadual do Partido Republicano da Ordem Social (PROS) se reuniu na última semana para definir as estratégias de fortalecimento com vistas à disputa eleitoral do próximo ano…

Polícia apreende droga que traficantes escondiam em lixeiro, na PB

Uma denúncia anônima levou os policiais do 8º Batalhão a retirarem de circulação quase 3 kg de drogas, nessa quinta-feira (6), na cidade de Salgado de São Félix. O entorpecente…