Em depoimento à polícia, o homem suspeito de ter matado a esposa no Bairro do Bessa, em João Pessoa, negou o crime. De acordo com seu relato, a vítima não teria sofrido pancada alguma na cabeça. O crime aconteceu no dia 6 de agosto de 2018. O suspeito afirmou aos policiais que a jovem Natália Donato de Lima foi puxada pela correnteza e morreu afogada. Natália tinha 28 anos e estava grávida.

O acusado participou na tarde desta terça-feira (18) de audiência de custódia no Fórum Criminal da capital.  Ele foi preso na tarde desta segunda-feira (17) pela Polícia Civil. De acordo com as investigações, a polícia acredita que o rapaz planejou a morte da companheira para embolsar um valor de R$ 400 mil reais, relativo a um seguro que havia sido feito pela esposa no dia 3 de agosto.

O corpo de Natália chegou a ser exumado para que uma nova necrópsia pudesse ser realizada. Os peritos criminais constaram pancadas na cabeça dela, e que há indícios suficientes para apontar que o jovem é culpado.

 

PB Agora

 

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Polícia prende suspeito de mandar matar pelo menos 10 pessoas na Bahia

A Polícia Civil prendeu um homem de 28 anos suspeito de mandar matar pelo menos 10 pessoas na Bahia. Ele foi preso nesta segunda-feira (27), em Campina Grande. Segundo informações…

Fugindo de assalto motorista de aplicativo salta de seu veículo, na capital

Visando fugir de assaltantes que o renderam na noite de ontem (27), um motorista de aplicativo, saltou de seu veículo. Segundo informações da polícia, o motorista recebeu uma chamada para…