Por pbagora.com.br

O caso que chocou Campina Grande, do empresário Roberto Vicente Correia do Monte, que segue preso na carceragem da Polícia Civil, no bairro do Catolé, por ser o suspeito de matar com um tiro de pistola o radialista Joacir Rocha de Oliveira Filho, passará por audiência de custódia hoje (03), segundo informou a Polícia Civil. O homem será levado em escolta para o fórum Afonso Campos, no bairro da Liberdade, onde acontecerá o procedimento de custódia a partir das 14h.

 

Roberto Vicente matou o radialista na quinta-feira (30) à noite, em uma confusão que aconteceu dentro de um restaurante no Centro de Campina Grande, no Agreste paraibano. Ainda segundo a PC, o assassinato foi ocasionado por causa da disputa por um relógio do assassino que havia sumido do local onde aconteceu o crime.

 

Ainda segundo os investigadores, antes de atirar em Joacir Filho, o assassino deu um abraço na vítima e fez questão de pagar a conta do homem. Minutos depois, as imagens do circuito de segurança do estabelecimento mostram Roberto Vicente sacando a arma e efetuando um disparo que acabou sendo fatal. A arma utilizada no crime não foi encontrada.

 

Porém, um pente de pistola com munições que têm o mesmo calibre usado no crime do radialista foi encontrado enterrado perto de uma árvore em uma propriedade da família do empresário. No momento do crime tanto o atirador como a vítima estavam consumindo bebida alcoólica.

 

Redação

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Polícia prende homem suspeito furto de gado no interior da Paraíba

A Polícia Militar e Civil prendeu um homem de 39 anos suspeito de integrar uma organização criminosa que age furtando rebanhos bovinos, na zona rural de Remígio e outras cidades…

Homem é morto com tiros de espingarda bairro Alto das Populares, em Santa Rita

Um homem de 36 anos foi assassinado com tiros de espingarda calibre 12 ontem (13), no bairro Alto das Populares, em Santa Rita. Marcelino Francisco da Silva, teria saído ainda…