Por pbagora.com.br

Em audiência de custódia realizada na tarde desta quarta-feira (26), a Justiça decidiu manter a prisão do rapaz suspeito de matar a namorada no bairro do Róger, em João Pessoa. Após decisão do juiz Geraldo Pontes, o jovem foi encaminhado para a Penitenciária Desembargador Flósculo da Nóbrega, o Presídio do Róger.

O crime, de acordo com a polícia, ocorreu na madrugada desta terça-feira (25), mas o corpo da jovem identificada como Gisely só foi encontrado pelos parentes pela manhã. Ela foi morta por asfixia.

Familiares da vítima informaram que o relacionamento do casal tinha pouco mais de dois meses. O pai de Gisely já tinha se posicionado contra o namoro, mas a jovem insistiu em continuar com o rapaz que conheceu através das redes sociais.

O casal teria discutido por ciúmes e logo após assassinar Gisely, segundo a polícia, o acusado dormiu ao lado do corpo e antes de fugir, já pela manhã, teria roubado R$ 800 da jovem. 

No velório, a mãe de Gisely disse perdoar o acusado. "Eu o perdoo. Eu tenho um Deus maravilhoso dentro de mim e minha fé vai me deixar de pé. Preciso cuidar do filho dela e da minha outra filha", declarou.

 

PB Agora

 

 


Certificado digital mais barato para advogados e contadores. Clique e saiba como adquirir

 

Notícias relacionadas

Colisão resulta em capotamento de carro no bairro de Manaíra, em João Pessoa

Um veículo provocou um grave acidente ao capotar no início da tarde de hoje (28) após uma colisão em um cruzamento em avenida com rua no bairro de Manaíra, em…

Proibição de estacionar na orla da capital ganha reforço; desrespeito gera multa

De acordo com a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob-JP) a sinalização de proibição do estacionamento nas orlas de João Pessoa ganhou o reforço de 40 banners informativos neste neste…