Por pbagora.com.br

Já foram conduzidos para a sede da Polícia Federal, em João Pessoa, o ex-presidente do PSB da Paraíba, Edvaldo Rosas e o empresário Pietro Harley, alvos de mandado de prisão nas novas fases da Operação Calvário, deflagradas nesta quinta-feira (04).

O irmão do ex-governador Ricardo Coutinho, Coriolano Coutinho, também foi alvo de mandado, mas já se encontra detido por descumprimento de medida cautelar.

A operação foi deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público da Paraíba (GAECO/MPPB), em parceria com a Controladoria-Geral da União (CGU), os Grupos de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público Federal (GAECO/MPF), do Distrito Federal (GAECO/DF), de Santa Catarina (GAECO/SC) e de São Paulo (GAECO/SP), o Tribunal de Contas da Paraíba (TCE/PB), a Secretaria de Estado da Fazenda da Paraíba (SEFAZ/PB), e as Polícias Civil e Militar da Paraíba.

As 11ª e 12ª fases da Calvário investigam suposta  contratação fraudulenta de empresas para o fornecimento de material didático pela Secretarias de Educação do Estado, em 2014, e em  João Pessoa, em 2013.

 

PB Agora

Notícias relacionadas

Polícia Militar encerra festa com cerca de 50 pessoas em JP

A Polícia Militar pôs fim a uma festa que acontecia no bairro Jardim São Paulo, na zona sul de João Pessoa, na madrugada deste domingo (7). No evento, que violava…