O Tribunal de Justiça da Paraíba, através do seu desembargador plantonista Fred Coutinho, negou liminar em Habeas Corpus para o empresário Roberto Santiago, que segue preso preventivamente no primeiro Batalhão de Polícia Militar no Centro de João Pessoa.

Roberto Santiago foi preso no início da manhã  da última sexta-feira, por força de um mandado de prisão preventiva, oriundo da 1ª Vara da Comarca de Cabedelo, nos autos do Processo nº 0000026-81.2019.8150731, relacionado à Operação Xeque-Mate. Quando os agentes da Polícia Federal chegaram, ele estava em sua casa, no Bairro do Bessa, na Capital. O empresário é acusado de participar do esquema de corrupção e fraudes licitatórias no Município de Cabedelo, Região Metropolitana de João Pessoa. Roberto Santiago é proprietário do Shopping Manaíra e Shopping Mangabeira

VEJA FOTOS DA AUDIÊNCIA DE CUSTÓDIA DE RS:

""""

Redação com Blog de Diego Lima

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Drogas são apreendidas e suspeito de tráfico preso, na Zona Sul de João Pessoa

A Polícia Militar apreendeu maconha, crack, balança de precisão, dinheiro e embalagens para a comercialização de drogas durante um cerco policial montado em uma casa onde funcionaria uma ‘boca de…

Polícia prende suspeitos de assaltar casa em CG e recupera objetos

A Polícia Militar prendeu em flagrante dois suspeitos de participar de um assalto a uma casa, no bairro Juracy Palhano, em Campina Grande. Os acusados, de 19 e 28 anos,…