Apesar da justiça ter decidido adiar as transferências do empresário Roberto Santiago e do ex-prefeito de Cabedelo, Leto Viana, para presídios comuns alegando falta de estrutura nas unidades de destino o prazo da justiça para a transferência destes  e de mais 24 presos civis em regime especial, que se encontram no 1º e 5º Batalhões da Polícia Militar e no Corpo de Bombeiros, termina nesse sábado (18).

 

Inicialmente o prazo estava previsto para o dia 13 de maio, mas a prorrogação do período inicial para o cumprimento da medida, estabelecida pela Justiça Militar da Paraíba, foi solicitada pela Vara da Execução Penal (VEP) da Comarca de João Pessoa e pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), para a adoção das medidas cabíveis para o cumprimento da decisão e a devida acomodação dos presos.

 

Segundo os termos da prorrogação os mesmos estão definidos na Portaria 03/2019, assinada por Eslú Eloy Filho, da Justiça Militar da Paraíba, na qual diz: “Atender o pleito e conceder, em caráter excepcional, a prorrogação do prazo por mais dez dias, para que providenciem as medidas necessárias ao cumprimento da ordem”.

 

Redação

 


Veja como adquirir a certificação digital para pessoa física sem burocracia

 

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Suspeito de construir prédios que desabaram no Rio é preso em PE

A Polícia Militar de Pernambuco prendeu um dos suspeitos de construir os prédios que desabaram na comunidade da Muzema, na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro, em abril…

Polícia apreende carro de luxo clonado, em João Pessoa

Nesta quinta-feira (19), um Camaro vermelho foi apreendido pela Polícia Militar no bairro do Brisamar, em João Pessoa. De acordo com as informações o veículo, avaliado em R$ 320 mil,…