O policial militar de Pernambuco suspeito de atirar e deixar duas pessoas feridas durante uma confusão em um festival, em Cabedelo, na Grande João Pessoa, neste domingo (19), já foi transferido para presídio militar de PE.
Ele teve a prisão em flagrante convertida em preventiva após audiência de custódia. De acordo com a Polícia Civil, o PM é da cidade de Serra Talhada e teria atirado depois que um homem soltou uma cantada para a namorada do policial.

Segundo a Polícia Civil, após o PM atirar uma vez, seguranças do festival foram até o local e durante a abordagem ao suspeito, ele atirou novamente, atingindo um segurança. Após o crime, o PM foi levado para o 1º Batalhão da Polícia Militar de João Pessoa.

Além da decisão do Judiciário de Pernambuco, a Polícia Militar do estado vizinho também informou que vai adotar todos os procedimentos internos previstos para apurar os fatos.

A assessoria de comunicação do Fest Verão Paraíba 2020, evento onde aconteceu o crime, informou, às 14h30, que uma das vítimas foi atingida na perna e foi encaminhada em estado regular para um hospital particular de João Pessoa. A outra vítima foi atingida de raspão e não há informações sobre se ela deu entrada em nenhuma unidade hospitalar.
Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Duas pessoas são feridas a tiros após desfile de bloco em João Pessoa

A dispersão de um bloco de pré-carnaval resultou em tiros e duas pessoas feridas em João Pessoa. A ocorrência foi registrada na Avenida Epitácio Pessoa, durante a madrugada. De acordo…

Após troca tiros com polícia, um homem é morto e outro é preso em CG

Um homem foi morto durante intensa troca de tiros com policiais na madrugada deste sábado (15). O confronto aconteceu na Avenida Jucelino Kubitscheck em Campina Grande. A dupla suspeita de…