Por pbagora.com.br

Mais de mil policiais militares e civis e bombeiros militares foram empregados no bloco Muriçocas do Miramar, realizado na noite desta quarta-feira (19), em João Pessoa. Durante o festejo, nenhuma ocorrência grave foi registrada. Os trabalhos foram acompanhados pelo secretário da Segurança e da Defesa Social (Sesds), Jean Nunes, e fazem parte do Planejamento Operacional que está sendo posto em prática pelos órgãos operativos da pasta durante as prévias carnavalescas da capital.  Ainda estiveram presentes no local de festa o comandante da Polícia Militar, coronel Euller Chaves, o comandante do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Marcelo Araújo, o delegado geral de Polícia Civil, Isaías Gualberto, e o corregedor geral da Sesds, João Alves.

A Polícia Militar esteve presente no desfile do bloco com mais de 830 homens e mulheres, além de 45 viaturas, realizando o trabalho no entorno da festa. Uma van de vídeomonitoramento também foi utilizada, acompanhando a movimentação dos foliões em tempo real e, ao longo da Via Folia, dez pontos de observação policial e três plataformas foram instalados, além da execução de policiamento a pé, motorizado, a cavalo, com uso de vips, entre outros. Os trabalhos contaram também com um esquema especial de dispersão dos foliões, desde o local da festa até o terminal de integração, no bairro do Varadouro.

O Corpo de Bombeiros Militar empregou 113 homens e mulheres, que atuaram no corredor da folia. No total, foram registradas 10 ocorrências realizadas pela corporação, todas envolvendo atendimento pré-hospitalar e sem nenhuma gravidade. O trabalho contou com sete postos de observação e oito viaturas operacionais, exclusivamente para o evento.

Mais de 90 policiais civis foram mobilizados para atuar na segurança do desfile. Entre as equipes que atuaram estavam a do Grupo de Operações Especiais (GOE), da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam), Delegacia Seccional de Santa Rita e Delegacia Geral da Polícia Civil. Por conta da festividade, a Polícia Civil também determinou o funcionamento em horário noturno das 3ª e 10ª Delegacias Distritais (ambas situadas em Tambaú). Ainda permaneceram abertas as 12ª e 9 ª Delegacia Distrital, situadas em Manaíra e Mangabeira, respectivamente. A instituição dispôs ao público atendimento na Delegacia Móvel, que ficou de prontidão às margens da Avenida Epitácio Pessoa.

Não é Não – O combate ao crime de importunação sexual foi tema de uma campanha que teve a participação de equipes da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam). Com leques, fitas e panfletos, os policiais ficaram de prontidão durante as ‘Muriçocas do Miramar’, prestando orientações sobre o crime. O trabalho foi realizado por meio da Rede de Proteção à Mulher Vítima de Violência Doméstica (Reamcav), com a campanha “Meu corpo não é sua folia”, que agrega diversas instituições.

Previsto na Lei 13.718, o delito consiste em praticar qualquer ato libidinoso sem o consentimento da vítima. Atitudes, como apalpar partes íntimas e até o chamado “beijo roubado”, são proibidas por lei e podem ser punidas até com prisão.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Homem morre carbonizado em incêndio na própria casa, na PB

Um homem de 60 anos, morreu carbonizado em incêndio na própria casa, em Lagoa Seca, no Agreste da Paraíba., A vítima foi identificado como José da Silva Maciel, O incêndio…

Polícia investiga morte de bebê com marcas de espancamento, em CG

A Polícia Civil está investigando a morte de bebê com marcas de espancamento, em Campina Grande. O bebê de 1 ano e 2 meses, chegou sem vida ao Hospital da…