Mais de mil policiais militares e civis e bombeiros militares foram empregados no bloco Muriçocas do Miramar, realizado na noite desta quarta-feira (19), em João Pessoa. Durante o festejo, nenhuma ocorrência grave foi registrada. Os trabalhos foram acompanhados pelo secretário da Segurança e da Defesa Social (Sesds), Jean Nunes, e fazem parte do Planejamento Operacional que está sendo posto em prática pelos órgãos operativos da pasta durante as prévias carnavalescas da capital.  Ainda estiveram presentes no local de festa o comandante da Polícia Militar, coronel Euller Chaves, o comandante do Corpo de Bombeiros Militar, coronel Marcelo Araújo, o delegado geral de Polícia Civil, Isaías Gualberto, e o corregedor geral da Sesds, João Alves.

A Polícia Militar esteve presente no desfile do bloco com mais de 830 homens e mulheres, além de 45 viaturas, realizando o trabalho no entorno da festa. Uma van de vídeomonitoramento também foi utilizada, acompanhando a movimentação dos foliões em tempo real e, ao longo da Via Folia, dez pontos de observação policial e três plataformas foram instalados, além da execução de policiamento a pé, motorizado, a cavalo, com uso de vips, entre outros. Os trabalhos contaram também com um esquema especial de dispersão dos foliões, desde o local da festa até o terminal de integração, no bairro do Varadouro.

O Corpo de Bombeiros Militar empregou 113 homens e mulheres, que atuaram no corredor da folia. No total, foram registradas 10 ocorrências realizadas pela corporação, todas envolvendo atendimento pré-hospitalar e sem nenhuma gravidade. O trabalho contou com sete postos de observação e oito viaturas operacionais, exclusivamente para o evento.

Mais de 90 policiais civis foram mobilizados para atuar na segurança do desfile. Entre as equipes que atuaram estavam a do Grupo de Operações Especiais (GOE), da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam), Delegacia Seccional de Santa Rita e Delegacia Geral da Polícia Civil. Por conta da festividade, a Polícia Civil também determinou o funcionamento em horário noturno das 3ª e 10ª Delegacias Distritais (ambas situadas em Tambaú). Ainda permaneceram abertas as 12ª e 9 ª Delegacia Distrital, situadas em Manaíra e Mangabeira, respectivamente. A instituição dispôs ao público atendimento na Delegacia Móvel, que ficou de prontidão às margens da Avenida Epitácio Pessoa.

Não é Não – O combate ao crime de importunação sexual foi tema de uma campanha que teve a participação de equipes da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam). Com leques, fitas e panfletos, os policiais ficaram de prontidão durante as ‘Muriçocas do Miramar’, prestando orientações sobre o crime. O trabalho foi realizado por meio da Rede de Proteção à Mulher Vítima de Violência Doméstica (Reamcav), com a campanha “Meu corpo não é sua folia”, que agrega diversas instituições.

Previsto na Lei 13.718, o delito consiste em praticar qualquer ato libidinoso sem o consentimento da vítima. Atitudes, como apalpar partes íntimas e até o chamado “beijo roubado”, são proibidas por lei e podem ser punidas até com prisão.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PRF/PB recupera motocicleta roubada e adquirida em site de compra e venda

A Polícia Rodoviária Federal na Paraíba recuperou na tarde da última segunda-feira (13), durante fiscalização no município de Cabedelo, uma motocicleta Honda CB250 Twister roubada em Pernambuco. A ação ocorreu…

Suspeito de tentar assaltar policial é baleado no bairro do Rangel, em JP

Na manhã desta terça-feira (14), um homem foi baleado suspeito de tentar assaltar um policial militar à paisana, no bairro Rangel, em João Pessoa. Segundo informações da Polícia Militar o…