Por pbagora.com.br

Bayeux: policiais à paisana são surpreendidos por bandidos em fuga; capitão e coronel foram atacados

A disputa pelo comando do tráfico de drogas no bairro do Sesi, em Bayeux, fez mais uma vítima na noite deste domingo (28). Por volta das 20h, três bandidos alvejaram com vários disparos o menor J.C.G numa rua próxima à companhia de polícia.

 

De acordo com a polícia, o menor foi socorrido para o Hospital de Emergência e Trauma, em João Pessoa, mas não resistiu aos ferimentos e chegou a óbito. Logo após o crime, os acusados saíram andando pelas ruas do bairro quando foram identificados por alguns moradores que avisaram à polícia.

O trio foi surpreendido por policiais à paisana que estavam em uma rua próxima à companhia. Um deles conseguiu fugir, enquanto Anderson Soares Morais, 20 anos, e Elivelton Freire de Sousa, 18 anos, trocavam tiros com os policiais.

Entre os policiais envolvidos no tiroteio estavam o capitão Adenilson e o seu irmão coronel Arnaldo Sobrinho de Morais. Em poucos minutos dezenas de policiais chegaram ao local para dar reforço. A operação contou ainda com a participação do capitão Pedro, soldado Matias, tenente Cunha, 3ªcia de polícia de Bayeux, policiais do 7º batalhão, polícia rodoviária estadual e choque.

Um dos bandidos foi rendido no local do tiroteio enquanto seu comparsa desesperado pelo reforço policial foi correndo se entregar na companhia de policia da cidade. A PM encontrou com a dupla dois revólveres. Um dos acusados, conhecido por "fim de festa", estava sendo bastante procurado.

 

 

 

Bayeux em Foco
 

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Suspeito de tráfico é detido pela terceira vez com drogas em Itabaiana

A Polícia Militar flagrou, pela terceira vez, um mesmo adolescente com drogas, na cidade de Itabaiana. O jovem, que tem 17 anos, foi detido nessa quinta-feira (13) com dinheiro trocado,…

Operação Rent a Car afasta prefeito do município de Camalaú no Cariri da PB

Um mandado expedido pela Justiça da Paraíba afastou do cargo o prefeito do município de Camalaú, no Cariri da Paraíba. Alecsandro Bezerra dos Santos (PSDB), conhecido por Sandro Moco, é acusado de…