A Paraíba o tempo todo  |
CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

Polícia prende suspeitos de praticar homicídios em João Pessoa

Imagem Ilustrativa
CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

A Polícia Civil deflagrou, nesta sexta-feira (4), a Operação Ataque e prendeu quatro homens suspeitos de atuar em crimes de homicídios e tráfico de drogas, em João Pessoa. Entre os presos, três tiveram a prisão decretada pela Justiça. O quarto homem foi preso após ser flagrado com drogas, durante a abordagem policial.

A ação, coordenada pelas equipes da Delegacia de Crimes Contra Pessoa da Capital, ocorreu no bairro do Rangel, após cinco meses de investigação. Os quatro homens  foram conduzidos até a delegacia e, em seguida, ao sistema prisional.

Segundo o delegado Carlos Othon, os homens que tiveram a prisão decretada pela Justiça são investigados em crimes de homicídios que ocorreram  no primeiro semestre deste ano, nas proximidades das Comunidades Sítio do Rangel, Paulo Afonso e Rua da Mata, em João Pessoa.

“As investigações apontam que os presos  costumavam se esconder na mata fechada para realizar ataques a indivíduos de facções rivais que passam pela Rua São Geraldo, que liga o Rangel a Jaguaribe”, afirmou o delegado.

“Após efetuarem disparos contra seus oponentes, os investigados se escondiam novamente na mata, dificultando o trabalho das forças policiais”, completou Othon.

Ainda de acordo com o policial, um dos investigados costumava até  acompanhar o trabalho dos policiais que chegavam ao local de crime, para coletar as primeiras informações. “Ele acompanhava o trabalho investigativo preliminar da polícia em local de crime, fingindo ser um mero expectador, e também com o objetivo de observar se alguma testemunha passava informações aos policias. A investigação teve início com a troca de informações entre Polícia Militar e Polícia Civil”, destacou o delegado.

PB Agora

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe