A Polícia Militar prendeu, na madrugada desta quarta-feira (13), mais um suspeito de matar José Augusto Silva do Nascimento, de 30 anos, com mais de 20 tiros, no dia 30 de outubro, na comunidade das Laranjeiras, em João Pessoa. O crime deu início a uma disputa pelo comando do tráfico na localidade, que foi desarticulado pelas constantes operações da Polícia Militar, com apoio da Polícia Civil. Até agora, já são nove prisões de envolvidos nos confrontos, nove armas apreendidas, quase 300 papelotes de maconha e mais de 100 munições.

O preso desta madrugada, conhecido como Pingo, de 23 anos, estava escondido em um apartamento, no bairro do Muçumagro, na zona sul da Capital. Policiais da Força Tática do 5º Batalhão conseguiram localizá-lo após mais um trabalho da Coordenadoria de Inteligência da PM, que desde o dia do crime vem levantando informações sobre os suspeitos de atuar na comunidade. O comparsa dele, Danilo da Silva Araújo (O Boião), de 20 anos, já tinha sido preso no dia 2 de novembro em uma ação conjunta do 5º Batalhão e da Delegacia de Homicídios.

Na ação desta quarta-feira, a PM apreendeu com o acusado uma pistola calibre 40, com numeração raspada e contendo 13 munições. Ele confessou a participação no crime e disse que após o assassinato, quando a PM passou a ocupar a comunidade, ele vinha dormindo em bairros diferentes de João Pessoa para se esconder. O suspeito foi apresentado na Central de Flagrantes, no Geisel.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Igreja evangélica é arrombada e criminosos levam mais de R$ 15 mil em eletroeletrônicos

Nessa segunda-feira, 30, uma igreja evangélica foi arrombada no município de Cabedelo, litoral paraibano. Segundo as informações  os criminosos quebraram uma janela na parte de trás da igreja e invadiram…

Homem surta e após ameaçar equipe do Samu é baleado pela PM, em Santa Rita

Que o período de quarentena devido ao coronavírus tem afetados a todos é um fato, uns mais uns menos, mas um homem em Sant Rita, parece ter sido afetado de…