Por pbagora.com.br

  A Polícia Civil da Paraíba, por meio da Delegacia de Repressão a Entorpecentes de Campina Grande (DRE), prendeu, no final da tarde dessa quinta-feira (9), Gilmar de Andrade Santos. O mandado de prisão preventiva foi expedido pelo juiz do 1º Tribunal do Júri, pela prática do homicídio de Marcos Alexsandro Silva Nunes, ocorrido no ano passado.

 

No momento da prisão, o suspeito reagiu à ação policial e tentou fugir por uma mata, disparando contra os investigadores da Delegacia de Repressão a Entorpecentes. De acordo com o delegado da especializada, Ramirez São Pedro, o suspeito foi atingido durante a troca de tiros e foi socorrido para o Hospital de Trauma de Campina Grande, local onde ainda se encontra sob custódia policial.

 

Após a detenção do suspeito, os agentes encontraram, em meio à mata, uma pistola calibre .40, com munições e uma mochila contendo dois tabletes de maconha, o que totalizou dois quilos da droga.

 

Ainda de acordo com o delegado Ramirez São Pedro, Gilmar de Andrade já foi condenado anteriormente por tráfico de drogas e é investigado por outros crimes contra a vida, na região de Campina Grande. Segundo as investigações em andamento, nas últimas semanas a DRE prendeu em flagrante vários suspeitos de integrar o grupo criminoso comandado por Gilmar de Andrade.

 

Secom-PB

Notícias relacionadas

PRF na PB recupera veículo roubado no Ceará que circulava clonado no Sertão

A Polícia Rodoviária Federal na Paraíba recuperou, na noite da última segunda-feira (19), um veículo Fiat Uno roubado. A ação ocorreu durante fiscalização realizada na BR 230, próximo ao Parque…

Polícia apreende arma que seria de grupo criminoso, na Capital

A Polícia Militar apreendeu um revólver que seria de um grupo criminoso ligado ao tráfico de drogas, com atuação na comunidade Maria de Nazaré, localizada no bairro Funcionários III, em…