A Polícia Civil da Paraíba prendeu um homem de 33 anos, suspeito de participar da invasão ao presídio PB1, que aconteceu em setembro de 2018, em João Pessoa, e de assaltos a carros-fortes e agências bancárias na Paraíba.

A prisão do suspeito aconteceu em Catolé do Rocha, no Sertão do estado. De acordo com o delegado Seccional de Catolé do Rocha, Sylvio Rabello, o homem é suspeito de integrar um grupo criminoso que atuava nos Estados da Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte.

Na noite da quarta-feira (6), durante a Operação Ladinos, um outro homem, de 29 anos, foi preso suspeito de ter envolvimento com os mesmos crimes. Contra ele já havia um mandado de prisão em aberto.

Pelo menos 16 pessoas foram presas no dia 24 de outubro suspeitas de assaltos e explosões a bancos, na Paraíba. As prisões aconteceram durante uma operação integrada das Polícias Civil, Militar, Corpo de Bombeiros e Rodoviária Federal, que cumpre mandados de prisão e de busca e apreensão nas cidades de Catolé do Rocha, Lagoa, Jericó, Santa Cruz e Pombal, no Sertão paraibano, e na região metropolitana de João Pessoa.

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Para ficar isolada, grávida com suspeita de coronavírus é algemada em hospital

A Polícia Militar (PM) foi acionada, na última sexta-feira (27/03), no Hospital Manoel Novaes, em Itabuna na Bahia, para conter uma mulher com aparentes sintomas da Covid-19, doença causada pelo…

Covid-19: PM evita que comerciantes se aglomerem ao redor da Feira da Prata

Graças a um trabalho conduzido pelo comandante do II Batalhão de Polícia Militar, Tenente Coronel Rogério Damasceno, policiais militares, com apoio da STTP, Sesuma e Procon, evitaram que acontecesse a…