A Paraíba o tempo todo  |

Polícia prende casal que furtou casa de juiz

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

O secretário da Segurança Pública e Defesa Social, Gustavo Gominho, recebeu nota da Associação dos Magistrados elogiando a atuação da polícia pela prisão do casal João Oliveira de Campos e Telma Maria Almeida dos Santos, ambos de 25 anos.

No documento a entidade destaca a eficiência e profissionalismo da polícia durante a operação que culminou com a prisão e a recuperação dos objetos levados pelos ladrões. O casal foi preso nesta terça-feira, 31.

De acordo com a assessoria de comunicação da Secretaria de Segurança e Defesa Social, a operação para prender o casal foi comandada pelos delegados Fernando Cleyton e Walter Brandão, quando o casal estava numa pousada na Capital, local escolhido por João para comercializar os objetos furtados da residência do juiz Max Nunes de França, da Comarca de Mamanguape.

A residência do magistrado havia sido arrombada no último sábado e o casal tentava vender os produtos, entre roupas, jóias, bebidas e aparelhos eletrônicos em João Pessoa. Ao constatar o delito, no domingo à noite, o juiz procurou a autoridade policial que entrou em diligência e chegou ao casal e conseguiu recuperar os objetos que haviam sido furtados. Além dos objetos, foi apreendido um revólver adquirido com dinheiro do furto.
 

Assessoria

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe