Por pbagora.com.br

A Polícia Federal desarticulou na manhã desta quinta-feira (14), uma célula de facção criminosa de São Paulo que atuava na Paraíba planejando ataques a servidores públicos federais.

A operação, denominada Flare, foi coordenada pela Polícia Federal e composta por Policiais Federais, Policiais Civis, Policiais Militares e Agente Penitenciários Federais, atuando em colaboração com a Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (SEOPI/MJSP), e em ação consorciada com os Grupos Táticos Operacionais de Pau dos Ferros, Patu e Alexandria, com o 5º Batalhão de Polícia Militar de João Pessoa/PB, e com a Delegacia da Polícia Civil de Pau dos Ferros.

Quatro mandados de prisão foram cumpridos e 9 mandados de busca e apreensão realizados nas cidades de Natal/RN, Pau dos Ferros/RN e João Pessoa/PB no começo dessa manhã. Os mandados judiciais foram expedidos pela 8ª Vara Federal em Mossoró/RN.

Em João Pessoa foram cumpridos dois mandados de prisão e dois de busca e apreensão, pela Polícia Federal do Rio Grande do Norte.

De acordo com as investigações os suspeitos além de possuírem estreito envolvimento em ações criminosas, planejavam ataques a servidores públicos federais no Estado, sendo apurado, também, que os investigados aprovaram a execução de diversos homicídios no Rio Grande do Norte.

Há também o indício de atuação no tráfico de drogas, roubos, tráfico e comércio clandestino de arma de fogo.

Todos os presos possuem antecedentes criminais, alguns se encontravam foragidos da Justiça e outro utilizava tornozeleira eletrônica.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Falso sequestro: problema vivido por padre ficará sob sigilo durante investigação

Ainda está sob sigilo o teor do problema pessoal vivido pelo padre Gilmar  antes de chegar à Paraíba, que motivou a extorsão no valor de R$ 50 mil e a…

Polícia Federal, Gaeco, CGU e MPF deflagram nona fase da Operação Calvário em JP

A Polícia Federal, o Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público da Paraíba (Gaeco/MPPB), a Controladoria-Geral da União (CGU) e Ministério Público Federal (MPF) deflagraram nesta…