Quatro suspeitos que planejavam matar um jovem na comunidade Santa Clara, no bairro do Castelo Branco, em João Pessoa, foram presos em flagrante com um revólver, uma pistola, munições, um rádio comunicador e 41 pedras de crack, no início da madrugada desta segunda-feira (23), durante ação do Batalhão de Polícia Ambiental (BPAmb).

O grupo chegou a efetuar vários tiros dentro da comunidade enquanto procurava o alvo, mas o crime foi evitado através do trabalho da PM, que localizou todos os quatro acusados e realizou a prisão deles em flagrante.

O comandante Batalhão de Polícia Ambiental (BPAmb), tenente-coronel Melquisedec Lima, disse que o homicídio que os criminosos pretendiam cometer estaria relacionado ao tráfico de drogas. “Recebemos esse informe da possibilidade de prática de homicídio por questões relacionadas ao tráfico de drogas e, através da Coordenadoria de Inteligência e Delegacia de Homicídios, esses quatro suspeitos foram imediatamente presos com armas e drogas. O grupo já vinha sendo investigado como suspeito de assassinatos ocorridos na região do Castelo Branco”, detalhou.

Os presos têm 27, 20 e dois deles tem 23 anos. Todos eles foram levados para a Delegacia de Homicídios, no Geisel, onde foram autuados por tráfico de drogas, associação criminosa e porte ilegal de arma.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Polícia prende em flagrante dupla suspeita de homicídio em Pedras de Fogo

Em cerca de cinco minutos, a Polícia Militar prendeu em flagrante uma dupla suspeita de cometer um homicídio, no fim da manhã desta segunda-feira (30). O crime, que aconteceu no…

Igreja evangélica é arrombada e criminosos levam mais de R$ 15 mil em eletroeletrônicos

Nessa segunda-feira, 30, uma igreja evangélica foi arrombada no município de Cabedelo, litoral paraibano. Segundo as informações  os criminosos quebraram uma janela na parte de trás da igreja e invadiram…