Por pbagora.com.br

 A Polícia Civil, está realizando nessa sexta-feira (11)  uma operação na unidade socioeducativa Lar do Garoto, em Lagoa Seca. A PC cumpre  dez mandados de prisão preventivas.

Os mandados foram expedidos pelo juiz do 1º Tribunal do Júri de Campina Grande e são referentes aos crimes de tentativas de homicídio, vilipêndio a cadáveres, dano ao patrimônio público, motim, ameaças a internos que foram feitos reféns durante a rebelião no Lar do Garoto, que ocorreu no mês de junho deste ano.

A operação é denominada de Retomada, e os mandados de prisão estão sendo cumpridos nas cidades de Lagoa Seca, Campina Grande, João Pessoa e Monteiro.

As delegadas da Infância e Juventude da Polícia Civil foram designadas para instaurar os inquéritos e presidir a investigação relativa aos crimes praticados durante a rebelião.Os mandados de prisão estão sendo cumpridos nas cidades de Lagoa Seca, Campina Grande, João Pessoa e Monteiro.

No dia 3 de junho, uma rebelião no Centro Socieducativo do Lar do Garoto deixou sete internos mortos e dois feridos. Os internos atearam fogo nos colchões e móveis e a maioria dos mortos foram carbonizados. Durante o tumulto pelo menos nove internos conseguiram fugir da unidade, sendo que três deles já foram capturados.

Essa semana, após dois meses e seis dias da rebelião que resultou em sete mortes de internos no Centro Educativo Lar do Garoto, a mãe de um adolescente afirma que os socioeducandos estão sendo agredidos por novos agentes da Fundação de Desenvolvimento da Criança e do Adolescente da Paraíba (Fundac-PB).

O vice-diretor do Lar do Garoto, Francisco Clementino de Sousa, negou a prática das agressões por parte dos novos agentes e revela que tem alguns que já receberam até ameaças dos pais dos internos.

 

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Operação Residence: Justiça ordena a prisão preventiva de 38 pessoas

A juíza Isa Mônia Vanessa de Freitas Paiva Maciel, da Vara de Entorpecentes de João Pessoa, determinou a prisão preventiva de 38 pessoas ligadas ao tráfico de drogas. As prisões…

Audiência de empresária que matou marido em Sapé é marcada para fevereiro de 2021

A audiência das empresária Taciana Ribeiro Coutinho, que assassinou o marido Helton Pessoa com quatro disparos de arma de fogo em abril de 2020 foi marcada para 22 de fevereiro…