A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Crimes Contra a Pessoa (Homicídios) de Campina Grande, cumpriu, na tarde desta quarta-feira (13), um mandado de prisão preventiva em desfavor de Renan Justino de Sousa, 20 anos, que está recolhido na Penitenciária Regional Padrão de Campina Grande (Máxima).  As investigações mostram que ele é o autor do homicídio que teve como vítima José Igor Pereira de Sousa. O crime aconteceu na noite do dia 24 de dezembro de 2017, no Bairro Rosa Cruz, na Zona Oeste de Campina.

Na época, testemunhas do homicídio informaram à polícia que José Igor tinha ido visitar a namorada, que morava na Rua Jesuíno Alves Correia. A vítima estacionou o carro em frente à casa dela e sentou em uma cadeira de plástico que estava na calçada. Como era noite de Natal, as pessoas estavam no local e viram quando Renan chegou e atirou na vítima. José Igor foi atingido por vários disparos e mesmo sem forças para reagir, por causa dos ferimentos, ele ainda foi agredido com chutes. As pessoas que testemunharam o crime ainda disseram que Renan aparentava estar transtornado e falando muitos palavrões.

A polícia conseguiu descobrir que Renan era amigo da vítima e que a motivação do crime foi porque em outubro do ano passado José Igor, em companhia de um homem não identificado, teria tentado contra a vida dele. Desde então, Renan ficou esperando o momento certo para se vingar. Ele não quis dizer aos policiais porque o amigo tentou matá-lo. Renan, que já cumpre pena por posse de explosivos, de arma de fogo e de drogas, agora vai responder na Justiça pelo crime de homicídio.

 

Secom

Garanta um desconto especial na sua certificação digital no Juristas Certificados Digitais

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Estupro coletivo em Santa Rita: suspeitos teriam filmado abuso

Os integrantes das Polícias Civil e Militar, que prenderam os suspeitos de estuprar uma mulher, na cidade de Santa Rita, que foram presos ontem (14), tiveram acesso a um vídeo…

Presidente nacional do PSL, Luciano Bivar, é alvo de buscas e apreensões da PF

A Polícia Federal (PF) cumpre, na manhã desta terça-feira (15/10), nove mandados de busca e apreensão em endereços ligados ao presidente do PSL, Luciano Bivar. A Operação Guinhol investiga esquema…