A Polícia Civil da Paraíba realizou, na manhã desta sexta-feira (1º), a segunda parte da Operação Lotus iniciada no mês de setembro, contra jogos ilegais de azar no estado.

Quatro mandados de busca e apreensão foram cumpridos, desde as 5h30, no bairro dos Bancários, Mangabeira e Torre, em João Pessoa, e na cidade de Bayeux, Região Metropolitana da capital.

De acordo com a delegada Vanderleia Gadi, esta fase da operação não tem mandados de prisão. "Essa fase busca apenas a preensão de materiais e documentos que provem o envolvimento de suspeitos nos jogos de azar. Estamos cumprindo os mandados de justiça expedidos pela Comarca de João Pessoa.", declarou.

Em um dos apartamentos foram encontrados computadores, notebooks e documentos e munições, que foram levados pelos policiais para perícia.

Iniciada em setembro

Há três meses, a Polícia deteu 53 pessoas na primeira fase da operação. De acordo com o delegado Lucas Sá, os donos das casas de jogos lucravam até 100 mil reais por mês, este dinheiro era depositado em conta de laranjas. "As principais vítimas eram servidores públicos idosos e aposentados viciados em jogo. Os estabelecimentos ilegais recebiam de 50 a 200 pessoas por dia.", disse.

Os acusados podem responder por lavagem de dinheiro e corrupção ativa.



Redação com T5

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

TransParaíba: bando furta quase 500 tubos e causa prejuízo de R$ 1,4 mi

Uma ação orquestrada e estruturada. É assim que a Polícia Civil da região de Picuí, no Curimataú paraibano, está classificando o furto de cerca de 460 tubos da adutora TransParaíba…

Adolescente é estuprada em terreno baldio após tentativa de assalto, em CG

Uma adolescente de 17 anos foi vítima de estupro na noite desta quarta-feira (21), no bairro do Presidente Médici, em Campina Grande, após tentativa de assalto. De acordo com relato…