Por pbagora.com.br

A PF (Polícia Federal) prendeu nesta quinta-feira seis mulheres na chamada operação Viúva Negra, realizada em Vila Velha (ES). O grupo é acusado de fraudar a Previdência Social em pelo menos R$ 100 mil desde 2005.

De acordo com a PF, a quadrilha fraudava os cofres públicos por meio de benefícios de morte previdenciária irregulares conseguidos com documentos falsificados, daí o nome da operação.

As investigações, que tiveram início após denúncia em 2007, apontaram que uma das presas "seria a autora intelectual e beneficiária de uma série de fraudes".

Em nota, a PF explica que ao enganar o INSS com documentos falsos, a mulher acusada "terminou por obter a concessão de benefícios previdenciários para si própria, para integrantes da sua família e pessoas a ela ligadas por vínculos de afetividade, com base em documentos ideológica ou materialmente falsificados".

Os documentos usados forjavam uma condição de companheirismo inexistente, diz a PF, bem como criava vínculos empregatícios falsos, "o que propiciou a concessão de benefícios de pensão por morte e a manutenção destes mediante meio fraudulento".

 

 

Folha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Notícias relacionadas

Idoso é assassinado a golpes de faca enquanto dormia, em Pombal

Na noite desse sábado (23) um idoso de 67 anos foi assassinado a golpes de faca na cidade de Pombal, no Sertão da Paraíba. Segundo informações da Polícia Civil, o…

Jovem suspeito de tráfico é preso em comunidade de Santa Rita

Um homem de 21 anos foi preso em flagrante, na noite desse sábado (23), por tráfico de drogas, na comunidade Maria de Lourdes, no bairro de Tibiri II, em Santa…