A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira (13), a Operação QUIMERA 2, desenvolvida com o objetivo de desarticular quadrilha especializada em fraudes mediante utilização de documentos falsos, para saques de precatórios e saldos do FGTS, PIS, seguro desemprego, previdência social, entre outros.        

         A deflagração é mais uma fase da Operação BELEROFONTE, conduzida pela Delegacia de Repressão a Crimes Fazendários da Superintendência Regional da Polícia Federal na Paraíba.    

    

          A associação criminosa desarticulada é baseada em Goiás, com ramificações na Paraíba e em Pernambuco, mas atua também em outros nove estados (Bahia, Rio Grande do Norte, Alagoas, Rondônia, Mato Grosso, Amazonas, Paraná, Amapá e Sergipe), causando prejuízo de aproximadamente R$ 4.000.000,00.  

         Cerca de setenta policiais federais estão cumprindo 18 mandados de prisão temporária e 11 mandados de busca e apreensão expedidos pela 16ª Vara da Justiça Federal da Paraíba, instalada em João Pessoa.     

BELEROFONTE: herói mitológico grego que matou o monstro QUIMERA QUIMERA: monstro de aparência mítica, podendo significar também sonho, devaneio, fantasia, imaginação, ilusão, ficção.

 

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Assassinato de radialista em Campina: juiz marca audiência e julgamento

Ontem (16), o juiz Bartolomeu Correia Lima, do 1º Tribunal de Júri de Campina Grande, marcou para 2 de outubro às 14 horas, no Fórum Afonso Campos, a audiência de…

Patrulha Maria da Penha prende suspeito de tentativa de feminicídio

A Patrulha Maria da Penha prendeu um suspeito de tentativa de feminicídio, em Santa Rita. O homem, de 33 anos, era procurado por tentar matar a ex-companheira, uma dona de…