Por pbagora.com.br

A Polícia Federal na Paraíba, através da Delegacia de Repressão a Crimes Previdenciários (DELEPREV), deflagrou na manhã de hoje  (9), uma operação para desarticular crimes previdenciários ocorridos em detrimento do INSS. A operação Capim Fértil estima que o prejuízo com as fraudes seja de R$ 4 milhões.

Os delitos foram cometidos com a expedição de documentos falsos para a obtenção de benefícios previdenciários. Um proprietário rural no município de Capim-PB emitiu declarações inverídicas de que pessoas que nunca trabalharam em suas terras haviam sido trabalhadores na propriedade, fazendo jus, assim, a benefícios rurais previdenciários. Mais de 60 declarações para empregados rurais foram emitidas.

As condutas investigadas, em tese, são tipificadas como estelionato qualificado, sem prejuízo de outros delitos eventualmente verificados com o decorrer do inquérito.

A operação foi deflagrada por policiais federais e servidores da Força Tarefa Previdenciária e Trabalhista, do Ministério da Economia, com o cumprimento de dois mandados expedidos pela Justiça Federal da Paraíba.

Redação com PF

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Suspeito de tráfico é detido pela terceira vez com drogas em Itabaiana

A Polícia Militar flagrou, pela terceira vez, um mesmo adolescente com drogas, na cidade de Itabaiana. O jovem, que tem 17 anos, foi detido nessa quinta-feira (13) com dinheiro trocado,…

Jovem é preso suspeito de manter esposa em cárcere privado no Cariri

A polícia prendeu um jovem de 20 anos em flagrante suspeito de manter a esposa em cárcere privado na cidade Serra Branca, no Cariri da Paraíba. A mulher, segunda a…