A Polícia Federal deflagrou nas primeiras horas desta quarta-feira (24) duas operações contra desvios de recursos públicos em pelo menos sete municípios paraibanos. De acordo com as investigações, as operações ‘Famintos’ e ‘Feudo’ são realizadas em conjunto com o Ministério Público Federal  e com a Controladoria-Geral da União – CGU/PB no cumprimento de 67 mandados de busca e apreensão em órgãos públicos e nas residências, escritórios e empresas dos investigados, bem como de 17 mandados de prisão, expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região e pela Justiça Federal de Campina Grande.

A Polícia Federal informou que a primeira investigação visa desarticular esquema criminoso de fraudes em licitações e contratações na cidade de Campina Grande, nos anos de 2013 até 2019, com pagamentos vinculados a verbas do PNAE – Programa Nacional de Alimentação Escolar. Informações iniciais dão conta que sete servidores da Prefeitura Municipal de Campina Grande já foram afastados, após essa operação.

Já a segunda investigação também apura delitos relacionados a licitações fraudadas e contratações irregulares, só que no Município de Monteiro, envolvendo empresas que fornecem merenda escolar. Foi estipulado o bloqueio de bens e valores na ordem de R$ 13,5 milhões, como uma estimativa preliminar do dano.

Os investigados podem responder pelos crimes de fraudes em licitação, superfaturamento de contratos, lavagem de dinheiro e organização criminosa, cujas penas, somadas, poderão ultrapassar 20 anos de reclusão.

O nome da operação Famintos é uma alusão à voracidade demonstrada pelos investigados em direcionar as contratações para o grupo criminoso. Já o nome Feudo remete ao vínculo familiar entre os integrantes do grupo criminoso atuante em Monteiro.

 

 

Veja a nota da PF sobre o caso

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Foragido do PB1 é recapturado pela Polícia Federal, em Pernambuco

Uma operação da Polícia Federal da Paraíba, em conjunto com policiais federais e militares de Pernambuco, recapturaram na noite dessa quarta-feira (1º), um foragido da Penitenciária de Segurança Máxima Doutor…

Empresários de CG e Recife são presos por sonegação de R$ 200 mi

Nesta quinta-feira (2), a Secretaria de Estado da Fazenda (SEFAZ-PB), por meio da Gerência Executiva de Combate à Fraude Fiscal (GECOF), o Ministério Público da Paraíba (MP-PB), por meio da…