Por pbagora.com.br
Young woman trying to protect herself from a man’s clenched fist.

No último dia (10) de outubro foi comemorado o Dia Nacional de Luta contra a Violência à Mulher. A data é um alerta contra as violências física, sexual, psicológica, patrimonial e moral que acometem mulheres de todos os lugares ao longo dos tempos. De fevereiro de 2019 a fevereiro de 2020 1,6 milhão de mulheres foram espancadas ou sofreram tentativa de estrangulamento no Brasil, segundo o Datafolha.

Na Paraíba o número de feminicídios cresceu aproximadamente 53% entre 2017 e 2018, segundo dados do Anuário Brasileiro da Violência 2019. Os casos de agressões também não ficam para trás.

Em apenas uma semana do último mês de agosto, mais de dez casos de violência contra a mulher foram registrados pela Polícia Militar do Estado. Triste pensar que a subnotificação e a invisibilidade aumentam exponencialmente o problema que deve ser combatido por toda a sociedade. Para protestar contra o aumento dos crimes contra as mulheres foi criado a data. Quem viveu a violência carrega marcas difíceis de apagar. Lembranças e dores de um ciclo que quando rompido proporciona novas oportunidades e traz de volta o sorriso e a esperança em dias melhores.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PRF apreende caminhão transportando madeira de forma ilegal na PB

A madeira foi extraída no município de São Miguel do Guamá, no estado do Pará e seria entregue no município de Bayeux/PB A Polícia Rodoviária Federal na Paraíba apreendeu na…

Mulher é presa com mais de 300 pedras de crack, em Umbuzeiro, na PB

A Polícia Civil prendeu uma mulher com mais de 300 pedras de crack, em Umbuzeiro, na Paraíba.A prisão foi feita através da Delegacia de Umbuzeiro, que pertence à 11ª Delegacia…