A Paraíba o tempo todo  |

Pedofilia: famílias podem ter apoiado acusado

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE

À disposição da justiça desde o último sábado à noite, o funcionário público municipal Ronildo Silva continua negando ser um pedófilo. Ele foi preso em casa, após denúncia anônima à polícia, flagrado com duas menores – uma de 17 e outra de cinco anos de idade -, em seu quarto.

Já com elementos suficientes para manter o acusado um bom tempo por trás das grades, a polícia tenta levantar agora nomes de pessoas que possam acusar o servidor municipal. Segundo a delegada Rubenita Nóbrega, da 1ª Delegacia Distrital, Ronildo Silva já vinha atraindo jovens para sua casa há um bom tempo, sempre usando como tática oferecer guloseimas e pequenos presentes.

Todas as adolescentes e crianças atraídas pelo acusado de pedofilia têm algo em comum: são de origem humilde e, em muitos casos, até mesmo ajuda financeira Ronildo Silva oferecia às suas famílias. A polícia investiga, também, se houve conivencia dos pais com o crime. O Ministério Público também entrou nessa linha de investigação.

PB Agora
 

CONTEÚDO CONTINUA APÓS PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe