Uma pedagoga que foi presa suspeita de injúria racial na noite dessa quinta-feira, 05, em uma lanchonete no bairro do Bessa, passará por audiência de custódia nesta sexta-feira, 06.

De acordo com as informações, a mulher de 37 anos teria tentado sair do estabelecimento sem pagar o que havia consumido junto com o namorado e ao ser abordada pelo garçom chamou-o de “negro safado e nojento”.

Testemunhas denunciaram o caso à polícia e a mulher foi presa em flagrante.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PM recupera carro roubado e apreende 71 artefatos explosivos, em CG

No início da madrugada desta sexta-feira (03/04) policiais da Força Tática, do 2ºBatalhão, recuperou um veículo Fiat Punto que havia sido tomado por assalto por volta das 22h30 da quinta…

Dois homens são mortos a tiros na cidade de Bayeux

Na manhã desta sexta-feira (3), doi homens foram mortos na cidade de Bayeux, região metropolitana de João Pessoa. Segundo informações da Polícia Militar, o crime teria acontecido por disputa de…