Em relato policiais civis que averiguaram a chamada ontem (08) de um incêndio seguido de explosão numa uma fábrica de fogos de artifício, no município de Solânea, no interior da Paraíba, que resultou na morte de um jovem e no ferimento de três pessoas, incluindo o proprietário do imóvel, disseram que o jovem que faleceu foi arremessado a mais de 50 metros.

A Polícia Civil descobriu um galpão escondido no local com grande quantidade de fogos de artifício armazenados. O material foi apreendido e vai passar por perícias.  O inquérito vai apurar se o local tinha autorização para a fabricação de fogos de artifício. Equipes da Polícia Civil de Solânea se deslocaram ao local assim que o incêndio começou.

Segundo Diógenes Fernandes, delegado titular da Delegacia Seccional de Solânea, a fábrica é de propriedade de Josué Pereira, vereador no município conhecido como Zué de Solânea. O filho do vereador, Joalaaf Kaike de Moura, 15 anos, foi arremessado a uma distância de 50 metros e morreu no local.

“O proprietário e um funcionário do local foram socorridos com queimaduras aparentemente leves para um hospital de João Pessoa. Um vizinho teria sido socorrido com ferimento no ouvido, lesão no tímpano”, afirmou o delegado.

Segundo o delegado, outra fábrica de fogos de artifício, também pertecente ao vereador Zué de Solânea, explodiu em 2009. Na ocasião, outro filho do vereador, também com 15 anos, morreu no local.

 

Redação

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

PRF registra carnaval com menor número de mortes no trânsito da Paraíba

Durante a Operação Carnaval, 82 pessoas foram flagradas dirigindo sob efeito de álcool nas rodovias federais paraibanas, o que representa um aumento de 34% quando comparados com o ano anterior…

Motorista fica ferido após carro capotar no bairro dos Bancários, em JP

Um motorista ficou ferido após o carro que dirigia capotar, entre os bairros dos Bancários e Jardim Universitário, em João Pessoa, na manhã desta quinta-feira (27). O acidente aconteceu após…