A Polícia Civil prendeu no último final de semana, três homens suspeitos de integrarem uma quadrilha especializada em explosões a agências bancárias na Paraíba. Com o trio, foi encontrado um mapa do estado onde estavam indicados os nomes de 11 cidades no Agreste, supostamente alvos de ações criminosas do grupo. A investigação começou após uma explosão em Caturité, no dia 28 de agosto.

Nesta segunda-feira (7), os três suspeitos presos por explosões a bancos na Paraíba, detidos na operação denominada ‘Mapa da Mina’, serão apresentados a imprensa. A entrevista coletiva será concedida para detalhar a operação, às 9h30 de hoje, na sede da 2ª Delegacia Regional de Campina Grande, no bairro do Catolé.

Ao todo, sete integrantes do mesmo grupo já foram presos, segundo a polícia. A prisão dos últimos suspeitos aconteceu em Puxinanã. Foram encontradas várias armas, material explosivo, drogas e grampos, além de um mapa da Paraíba onde estavam marcados os nomes das cidades. Todas as cidades tiveram agências explodidas este ano.

Mais de 100 agências bancarias já foram assaltadas esse ano na Paraíba. De acordo com levantamento do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos Bancários da Paraíba, com esta ação sobe para 108 o número de ataques a bancos no estado este ano. Foram 39 explosões, 29 arrombamentos, 15 assaltos, 15 tentativas de assalto/arrombamento/explosão e nove saidinhas de banco. No ano passado, o sindicato registrou 63 crimes contra bancos na Paraíba.

PBAgora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Operação Malhas da Lei prende acusado de assassinato e estupro, na PB

A Polícia Militar cumpriu, nas primeiras horas desta quarta-feira (27), um mandado de prisão contra um acusado procurado pelos crimes de homicídio e estupro, na cidade de Remígio, no Agreste…

PC cumpre mandados contra suspeitos de crimes de homicídio e tráfico, em JP

Foi deflagrada na manhã desta quarta-feira (27), pela Polícia Civil, uma operação contra suspeitos de homicídios, tráfico de drogas e associação ao tráfico, no bairro do Rangel e na comunidade…