A Paraíba o tempo todo  |

“Operação Sem Fronteiras” desarticula tráfico de drogas no sertão da PB e de PE

Foto: divulgação / PMPB

A Polícia Civil da Paraíba, por meio de ações desenvolvidas pela Delegacia Seccional de Princesa Isabel (16ª DSPC), com o apoio da Polícia Militar da Paraíba (5ª CIA) e ainda da Polícia Militar de Pernambuco (BEPI/NI), deflagrou na manhã desta sexta-feira a “Operação Sem Fronteiras”, com a finalidade de reprimir uma célula criminosa voltada ao comércio de drogas ilícitas na região de Princesa Isabel (PB) e Flores (PE).

Segundo o delegado Sylvio Rabelo, da 3ª Superintendência de Polícia Civil no Sertão do Estado, foram cumpridos 11 mandados judiciais, sendo sete de prisão temporária e quatro de busca e apreensão expedidos pela Comarca de Princesa Isabel. “O trabalho foi resultado de uma investigação realizada pela Polícia Civil de Princesa Isabel que durou em torno de dois meses, desde seu início, que ocorreu com a prisão em flagrante de um dos membros da associação. Além da primeira prisão em flagrante, foram presas mais seis pessoas hoje, sendo três no município Princesa Isabel, uma em Petrolândia e uma em Flores (PE), além de outro preso no Estado de Minas Gerais”, detalhou o delegado.

Foto: divulgação / PMPB

Ainda de acordo com as investigações, a droga era fornecida por pessoas que residem no município de Flores (PE), e distribuída em Princesa Isabel, onde ocorria a comercialização dos entorpecentes, sendo estes maconha e cocaína. Os embrulhos de maconha eram vendidos a R$10,00 e os de cocaína, a R$ 50,00 reais cada um.

“Além de drogas, a Polícia Civil apreendeu em Princesa Isabel, material utilizado para a mistura e aumento da quantidade original da cocaína adquirida pelo grupo criminoso. A polícia apreendeu cerca 4 kg de maconha, além de vários papelotes de cocaína e três armas: uma espingarda calibre 12, um revólver calibre 38 e uma espingarda de fabricação caseira”, concluiu.

 

Secom

PUBLICIDADE
    VEJA TAMBÉM

    Comunicar Erros!

    Preencha o formulário para comunicar à Redação erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta matéria do PBAgora.

      Utilizamos ferramentas e serviços de terceiros que utilizam cookies. Essas ferramentas nos ajudam a oferecer uma melhor experiência de navegação no site. Ao clicar no botão “PROSSEGUIR”, ou continuar a visualizar nosso site, você concorda com o uso de cookies em nosso site.
      Total
      0
      Compartilhe