Por pbagora.com.br

O trabalho conjunto das Polícias Civil, Militar, com apoio do Corpo de Bombeiros Militar, resultou na  Operação Cumucá, realizada nas primeiras horas desta quarta-feira (19), na cidade de Borborema, com o cumprimento de 13 mandados de busca e apreensão e de prisão preventiva contra suspeitos de integrar uma quadrilha que agia na zona rural das cidades de Borborema e Serraria. Foram presos três homens, de 30, 32 e 34 anos, e apreendidas quatro armas de fogo, meio quilo de maconha e quatro aves silvestres.

De acordo com o comandante da 7ª Companhia Independente da PM, major José Ferreira, os presos vinham aterrorizando moradores da região com a prática de assaltos, principalmente na zona rural das duas cidades. “Eles montaram uma organização criminosa e vinham agindo em Borborema e Serraria, então com essa operação de hoje conseguimos desmontar a quadrilha e apreender as armas, que, conforme levantamentos, também estavam sendo alugadas a outros criminosos para a prática de assaltos”, detalhou o major.

O grupo agia com muita violência, agredindo as vítimas, roubando valores, veículos e invadindo residências e comércios. “Eles foram responsáveis também por um assalto a uma fábrica de massas no ano passado, na cidade de Belém. Desde então, a quadrilha era investigada. Hoje, realizamos com sucesso a operação que faz referência ao primeiro nome de Borborema, que foi ‘Vila de Camucá’, com prisões e apreensões relevantes. Além dos três presos, foram apreendidos substância entorpecente do tipo maconha, uma pistola 765, um revólver 38, uma espingarda calibre indefinido, além de munições calibres 12 e 38”, explicou o delegado Diógenes Fernandes, titular da 21ª Delegacia Seccional de Polícia Civil.

Dos presos, o de 34 anos tinha mandado de prisão por roubo; o de 32 anos responde por homicídio e foi preso com uma espingarda, durante mandado de busca cumprido na casa dele; já o de 30 anos, foi preso em flagrante com um revólver, meio quilo de maconha e quatro aves silvestres, também durante mandado de busca. A outra arma apreendida na operação estava em uma residência.

No momento da abordagem, um outro suspeito, que estava com um mandado de prisão em aberto, pulou a janela da casa, quando percebeu o cerco, e começou a atirar contra os policiais, que revidaram aos disparos. O homem, de 34 anos, foi socorrido para o hospital de Bananeiras, mas não resistiu. A pistola que estava com ele foi apreendida.

Além dos roubos, a quadrilha teria envolvimento também em homicídios, tráfico de drogas, furto e outros crimes na região. Os presos foram apresentados na Delegacia de Polícia Civil, em Solânea.

PB Agora

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Sete armas de fogo são apreendidas em menos de 24h na Grande JP

A Operação Cidade Segura apreendeu sete armas de fogo nas cidades de Santa Rita, Sapé e João Pessoa. As atividades de reforço do policiamento, que têm o objetivo de combater…

Motociclista colide bruscamente em muro e morre, em Santa Rita

Um acidente na manhã deste domingo, 27, no município de Santa Rita, na grande João Pessoa, deixou um motociclista morto. A vítima, cujo nome ainda não foi divulgado, transitava pelo…