A quantidade de acidentes ocorridos no mês de dezembro é mais baixa em comparação aos últimos 5 anos nas rodovias federais do estado

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encerrou, nesta quarta-feira (1º), a Operação Ano Novo sem registro de aumento no número de mortes quando comparados com o mesmo período do ano anterior. Durante a Operação, que teve início no sábado (28), foram registrados 24 acidentes com 25 pessoas feridas e 4 mortes.

Na Operação Ano Novo referente ao ano anterior ocorreram 19 acidentes, com 27 pessoas feridas e 4 mortes. Este ano, mesmo com o número de acidentes registrados ter sido superior, o número de pessoas feridas diminuiu e o número de vítimas fatais se manteve igual.

Apesar dos números de acidentes, feridos e mortos registrados durante os feriados prolongados de Natal e Ano Novo, o mês de dezembro de 2019 foi o menos violento no trânsito nas rodovias federais dos últimos 5 anos.

Durante a Operação Ano Novo, a PRF fiscalizou na Paraíba 3.639 veículos, 3.626 pessoas foram abordadas, sendo flagradas 1.086 infrações de trânsito. Também foram realizados 991 testes de etilômetro, sendo 29 pessoas flagradas dirigindo sob efeito de álcool.

No Brasil – Nesse período foram registrados 863 acidentes nas rodovias federais brasileiras com 70 mortes, o que significou uma queda quando comparado ao balanço da Operação de Ano Novo do ano de 2018, quando ocorreram 914 acidentes com 75 óbitos.

CRIMINALIDADE

As ações de enfrentamento à criminalidade também foram intensificadas durante este período. Ao todo foram detidas 25 pessoas pelos mais diversos tipos de crime, o que representou um aumento de 150% na quantidade de prisões quando comparados com o mesmo período do ano de 2018. Também foram recuperados durante a Operação sete veículos roubados.

 

Nucom/PRF

Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Polícia prende mulher acusada de matar o marido no bairro Três Irmãs, em CG

A polícia prendeu na tarde de ontem (19), uma mulher suspeita de matar o marido a facadas, no bairro Três Irmãs, em Campina Grande, no Agreste paraibano. O crime aconteceu…

Detentos do PCC que fugiram no Paraguai já podem ter cruzado a fronteira

Membros da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) que estavam presos no Paraguai retornaram ao Brasil após uma fuga em massa ocorrida neste domingo (19/1) na Penitenciária Regional de…