Em entrevista à imprensa o comandante geral da Polícia Militar (PMPB), o coronel Euller Chaves, opinou sobre a morte de oito suspeitos de assalto a banco e assassinato de policial pernambucano. Segundo ele, a PM reagiu a altura e que nesse confronto entre polícia e bandidos quem venceu foi a sociedade.
“Quando o bandido afronta a polícia, ela tem que responder. No instante que o policial morreu e outro foi atingido, não foram feridas apenas duas pessoas, mas um Estado inteiro. Quando os criminosos morreram ao trocar, mais uma vez, tiros com a polícia, quem venceu foi o Estado e a sociedade”, disse Euller Chaves.
Entenda o caso – A Polícia Militar informou, nesta semana, que as oito pessoas mortas numa troca de tiros com as polícias pernambucana e paraibana em Barra de São Miguel, na Paraíba, faziam parte de uma quadrilha “extremamente perigosa”. A ação foi feita em conjunto entre os dois estados, na última terça-feira (2), e deixou seis homens e duas mulheres mortos, incluindo um rapaz de 17 anos.
As informações foram repassadas durante uma entrevista coletiva, no Quartel do Derby, sede da PM de Pernambuco, na área central do Recife. Com o grupo, foram encontrados duas pistolas calibre ponto 380, dois revólveres, uma espingarda calibre 12 e R$ 56 mil em espécie. Segundo a PM, o grupo é suspeito de envolvimento num assalto a um mercadinho em Santa Cruz do Capibaribe, no Agreste, que resultou na morte do soldado André Silva.

Redação

Total
0
Compartilhamentos
Deixe seu Comentário
Notícias relacionadas

Estupro coletivo em Santa Rita: suspeitos teriam filmado abuso

Os integrantes das Polícias Civil e Militar, que prenderam os suspeitos de estuprar uma mulher, na cidade de Santa Rita, que foram presos ontem (14), tiveram acesso a um vídeo…

Gangue da marcha-ré ataca loja de pré-candidato a prefeito em Campina

Bandidos ainda não identificados tomaram um carro por assalto no município de Lagoa Seca e atacaram uma das Lojas Rutra no Centro Comercial de Campina Grande, na madrugada do sábado…